Lucid consegue impulsionar a produção do Air e traz atualização remota mais extensa

Lucid confirma que está na rota de sanar problemas de produção e, se conseguir solucionar falta de peças, vai conseguir triplicar produção do Air



A Lucid confirmou que pode está próxima de sanar os problemas de falta de peças na linha de produção do Air nos Estados Unidos. Entre o terceiro trimestre de 2022, a Lucid conseguiu produzir 2.282 unidades e vender 1.398 unidades, sendo esses os novos recordes de produção e de entrega da marca. A marca está trabalhando para que, nos próximos trimestres, produza cerca de 6.000 unidades, o que já representa quase o triplo do resultado anterior.

Se a marca conseguir isso, será de grande ajuda para suas ações. Isso porque a empresa teve que comunicar dois cortes de capacidade de produção duas vezes em 2022. Segundo informações, a Lucid teria conseguido resolver parte dos problemas de logística, o que estava trabalhando a sua produção junto com a falta de componentes em ofertas com os fornecedores. Se continuar em um ritmo de produção, o Air enfim terá mais unidades produzidas em apenas um trimestre, o que vai melhorar seu lucro.

“Descobrimos que nossas restrições logísticas nos impediram de escalar significativamente no último trimestre. Tomamos uma decisão significativa de trazer nossas operações de logística internamente. Fizemos contratações importantes para a equipe executiva e reestruturamos nossas organizações de logística e manufatura de acordo.”, disse o CEO da marca, Peter Rawlinson, em teleconferência recentemente, informando a dificuldade.

Recentemente, a crise afetou a produção do sedã Air, que viu suas expectativas de vendas despencarem nos últimos anos. Até o final de 2022, a estimativa era que seriam produzidas cerca de 6.000 a 7.000 unidades do Air, um número que responde por 1/3 do esperado para o ano passado. Em um primeiro momento, a Lucid tinha planejado produzir cerca de 20.000 unidades, baixou para média de 12.000 a 14.000 e fechou o ano com cerca de metade dessa segunda promessa.

“Nossa orientação de produção revisada reflete os extraordinários desafios da cadeia de suprimentos e logística que encontramos. Identificamos os principais gargalos e estamos tomando as medidas apropriadas – trazendo nossas operações de logística internamente, adicionando contratações importantes à equipe executiva e reestruturando nossa logística e organização de manufatura.”, disse o Diretor Executivo e Diretor de Tecnologia da Lucid, Peter Rawlinson.

A Lucid também conseguiu trazer uma atualização de software com o Lucid UX 2.0, considerada a atualização mais extensa até o momento para a marca. O UX 2.0 “inclui melhorias para praticamente todos os pontos de contato do usuário no carro”, diz a montadora. Ele ainda possui uma tela Glass Cockpit com um novo layout, além de mudanças nos controles de aplicativos mais utilizados como Home, Media, Phone e Navigation, para torná-los mais acessíveis. Atualizações também estão no Highway Assist com centralização ativa na faixa e controle de cruzeiro adaptativo torne as viagens longas mais confortáveis. 

“Esta extensa atualização de software, compreendendo dezenas de milhões de novas linhas de código-fonte em quase todos os computadores atualizáveis no veículo, é alcançável porque o Lucid Air foi projetado desde o início com a capacidade de melhorar com o tempo. Graças à nossa engenharia integrada de software e hardware, a Lucid possui a profundidade técnica interna para aprimorar nossos veículos muito depois de saírem da linha de montagem.”, disse Michael Bell, Vice-Presidente Sênior de Digital da Lucid Group.




Fotos: Lucid / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fiat confirma que o futuro interior dos seus carros terão inspiração no clássico Lingotto

Ford traz novo lote da Ranger Raptor com mais equipamentos de série e custa R$ 466.500

Jaguar-Land Rover quer construir uma inédita fábrica de bateria para elétricos no Reino Unido

BMW revela as novas imagens teaser do M5 e M5 Touring, que vão ter mais de 700cv

Suzuki Invicto aparece na Índia como rebadge da Toyota Innova e espaço para até oito

Toyota lança o RAV4 com motor híbrido plug-in (PHEV) de 306cv no Brasil, por R$ 399.990

RAM reajusta os preços da Classic e diminui os preços da picape em até R$ 35.000

Volkswagen T-Cross com reestilização chega ainda neste primeiro semestre de 2024

Nio revela primeiro teaser da sua nova marca, a Onvo, que estreia com o SUV elétrico L60

Galaxy apresenta na China o seu sedã L6, que estreia como um PHEV com motor de 390cv