Abarth confirma o desenvolvimento de versões mais potentes do 500 para breve

Abarth confirma desenvolvimento de novas versões esportivas do 500, com os substitutos de 595 e 695, que serão lançados dentro de alguns meses



A Abarth confirmou que nem todos modelos da Fiat vão receber a preparação esportiva da marca do escorpião. Oliver François, CEO da Fiat, confirmou que a linha Abarth deve crescer com novos produtos no futuro, mas apenas alguns dos modelos da Fiat receberão uma versão esportiva. O executivo ainda confirmou em entrevista que versões mais potentes do 500 estão em desenvolvimento, possivelmente para substituir os modelos de 595 e 695.

“Todos os modelos da Fiat podem potencialmente ter uma versão da Abarth, mas não fará sentido para todos eles”, disse François. A Fiat confirmou que desenvolve dez novos modelos, com cinco deles chegando nos próximos cinco anos, o que pode incluir modelos como Panda, 500X/600 e Punto, por exemplo. “Na Europa, a Abarth sempre teve muito sucesso quando empatou com o 500. Não é uma regra, mas as pessoas gostam do foguetão de bolso, carros urbanos de corrida e assim por diante. Abarth também é um pouco mais caro, então você precisa de modelos que suportem esse poder de preço. O 500 é assim e outros modelos ao redor da galáxia 500 poderiam ser assim”, destacou François ao Autocar.

Possivelmente uma nova geração do 500X, se manter esse nome, terá uma versão Abarth. Voltando ao 500, além dele, a Abarth trabalha em modelos substitutos de 595 e 695. Eles serão mais potentes que o 500 apresentado recentemente, além de serem mais ruidosos, como disse o executivo: “Todos já estão trabalhando para tornar este carro ainda mais rápido, ainda mais esportivo, ainda mais barulhento”, destacou o executivo.

Na mecânica, o recém apresentado Abarth 500 traz motor elétrico de 155cv e 23,9kgfm de torque, que faz ele acelerar de 0 a 100km/h em 7 segundos, sendo 1,7 segundo mais rápido que as versões civis do 500e. De acordo com a marca, apesar de ser um pouco mais fraco que o 595, ele se torna o “mais rápido e emocionante tanto na direção urbana quanto suburbana” quando comparado com carros a combustão e traz a “melhor distribuição de peso, melhor torque e maior distância entre eixos”.

A prova é que ele cumpre de 40km/h a 60km/h em 1,5 segundo (um segundo a menos que o Abarth 695). Ele manteve a bateria de 42kWh, mas traz um novo sistema de carregamento rápido de 85kW. Com isso, ele recupera 40km em menos de 5 minutos ou vai de 0% a 80% em 35 minutos. Ele ainda pode ser recarregado em um WallBox de 11kW.



Fotos: Abarth / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Jetour apresenta o X90 Plus no Salão do Automóvel de Guangzhou, que é reestilizado

RAM reajusta os preços de Rampage, 1500, 2500 e 3500 no Brasil, em até R$ 5.000

Nio ET5 Touring é a primeira station wagon da marca; estreia na China de olho na Europa

Alfa Romeo surpreende e confirma nome Milano para SUV subcompacto que estreia em abril

Fiat reajusta os preços da Toro em versões com motor T270, com cortes de até R$ 10.000

Nosso novo Peugeot 2008 será igual ao modelo europeu, recém reestilizado; terá motor T200

Ford desenvolve um SUV elétrico de 7 lugares que será apresentado em meados de 2025

Chevrolet Camaro ganha séries especiais Collector's Edition e Garage 56 Edition nos EUA

Lamborghini comemora aniversário de 60 anos de Sant'Agata Bolognese e revela três séries

Volkswagen lança promoção no Brasil para Polo, Virtus, Nivus, T-Cross, Taos, Tiguan e Amarok