Saipa Atlas surge como um projeto requentado de um hatch de quase 40 anos no Irã

Saipa refoga novamente a receita do Kia Pride e apresenta ele como Atlas, substituto do Quick; hatch denuncia idade mesmo com pegada mais aventureira



Por muitos anos, nós reclamamos da idade dos nossos carros aqui no Brasil. Mas isso mudou bastante nos últimos anos. Deixamos de vender projetos dos anos 1950 para passar a vender modelos dos anos 1990 e posteriormente, dos anos 2000. Agora, os carros mais velhos do país tem cerca de uma década, no máximo. Mas a situação não é a mesma de outras regiões. A Saipa, por exemplo, ainda vende um modelo com base em um carro da década de 1980, o Kia Pride.

Assim nasceu o Saipa Atlas, que vai substituir o Saipa Quick. O modelo aparece como um hatch de roupagem aventureira mas que denuncia, de longe, a idade do projeto. Apesar de forçar ao máximo trazer um tom de modernidade ao projeto, o modelo foi lançado no Irã, onde a Saipa atua como uma marca nacional. Visualmente, o Atlas é uma reestilização do Quick, juntamente de um novo nome. Na dianteira, as novidades ficam por conta de novos faróis com acabamento escurecido.

Há ainda uma nova grade dianteira maior, com barras cromadas verticais. O logotipo sai da grade dianteira e fica acima dela, vindo ainda com um para-choque dianteiro com uma nova entrada de ar que se destaca por ficar bem menor e conectada com os faróis de neblina, que ganham um desenho em plástico preto maior, com estilo em ‘C’. O capô também é novo e trazer linhas mais vincadas. De lateral, não tem muito o que fazer. A única novidade fica por conta do para-lama dianteiro, que recebe um acabamento. As rodas mantém os aros de 14 polegadas.



Já de traseira, o modelo recebeu novas lanternas com iluminação em LED, com uma área mais fina que invade a tampa do porta-malas. O aerofólio dá um novo ar para a traseira, trazendo o brake-light integrado. O vidro traseiro também tem um novo formato, enquanto a tampa do porta-malas é inteiramente nova. Há um novo desenho da tampa que traz o logotipo da Saipa e o espaço para a placa desce para o para-choque traseiro. Este ainda recebe um novo desenho por completo, ganhando um acabamento em plástico preto.

Nas extremidades, ele tem falsas saídas de ar e ganhou um novo desenho das lanternas de neblina e refletores. Internamente, as novidades ficam por conta de uma central multimídia de 7 polegadas, que traz sistema de áudio junto. De série, as novidades ficam por conta de faróis automáticos de LED, limpadores automáticos, bancos elétricos opcionais, espelhos aquecidos, teto solar, ESC, sistema de detecção de ponto cego, itens relativamente modernos para um projeto antigo.

Há ainda sistema de navegação GPS integrado, sensores de estacionamento, sensor de pressão dos pneus, câmera de visão 360º e inclusive estofamento em couro. A Saipa ainda confirmou que o Atlas traz um melhor isolamento acústico que o Quick. Mecanicamente, o hatch aventureiro vem com motor 1.5 8v aspirado a gasolina que desenvolve 88cv e 13,0kgfm de torque, acoplado a um câmbio manual de 5 marchas ou a uma transmissão automática CVT. A produção começa ainda neste ano.







Fotos: Saipa / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

BYD lança oficialmente o Song Pro no Brasil, com motor de até 235cv e por R$ 189.800

Volvo lança promoção do EX30 no Brasil, além de condições para XC40, C40, XC60 e XC90

Baojun apresenta a chegada do Yunduo na China, o concorrente direto do BYD Dolphin

Volkswagen registra imagens de patente do ID.7 S na China, que será da joint-venture SAIC-VW

Iveco lança o eDaily no Brasil, contra o Ford E-Transit, em três versões e parte de R$ 549.000

Renault lança promoção em julho no Brasil para quase toda a linha, inclusive com elétricos

BYD lança promoção '48 Horas Eletrizantes' e tem condições até o final deste mês

JAC Hunter é uma das apostas da marca chinesa para este segundo semestre no Brasil

Peugeot lança o novo E-2008 no Brasil, elétrico que chega com melhorias e um motor de 158cv

Kia confirma que vai manter os preços no Brasil mesmo com aumento da alíquota de IPI