Peugeot estuda vender o novo 408 no Brasil, que pode chegar como um híbrido plug-in

Peugeot pode estar interessada em trazer o 408 ao Brasil como o primeiro híbrido plug-in (PHEV) da marca no país, como um SUV cupê de linhas esportivas



A Peugeot pode estar interessada em amplia a quantidade de produtos eletrificados no mercado brasileiro. A principal aposta é que esse novo modelo seja o 408. Apresentado no ano passado, o novo 408 seria o quarto eletrificado em nosso mercado, depois do trio de modelos elétricos, e-208, e-Expert e e-2008. Uma das primeiras marcas do novo 408 ao Brasil é que o modelo foi registrado em imagens de patente no Brasil, por meio do Instituto Nacional de Propriedade Industrial (o INPI).

De acordo com o Autos Segredos, o novo 408 usa a plataforma modular EMP2, tendo 4,687 metros de comprimento, 2,787 metros entre os eixos, 1,848 metro de largura e 1,478 metro de altura. O porta-malas tem um volume de 536 litros extensíveis para 1.611 litros com os bancos traseiros rebatidos. Visualmente, o 408 se destaca visualmente por contar com luzes diurnas em LED que imitam as presas de um leão, assim como foi visto nos últimos lançamentos da marca.

A grade dianteira é parecida com o que vimos com a reestilização da dupla 3008/5008, que traz detalhes pontilhados na cor da carroceria. O novo logotipo da Peugeot aparece em destaque ao centro da grade e o logotipo ‘408’ aparece no para-choque dianteiro, próximo do capô. Os faróis são finos e conectados com a grade dianteira e aderem à tecnologia LED Matrix. No para-choque, ele possui uma entrada de ar inferior e uma pequena entrada de ar nas extremidades do para-choque dianteiro.

Essas extremidades do para-choque dianteiro ainda tem um acabamento em preto, invadidos pela ‘garra do leão’, interligadas por uma faixa em preto. O capô possui linhas aerodinâmicas, que possui vincos que nascem das linhas da grade dianteira. Nas laterais, o 408 traz um capô de linhas bem aerodinâmicas e um perfil cupê ao crossover. Ele ainda tem retrovisores externos com acabamento em preto brilhante e traz o novo logotipo da marca na porta dianteira.



Há um friso vertical leve, vertical e inclinado na parte dianteira. Toda a parte inferior da carroceria possui um acabamento em plástico preto, sendo que tem um friso que nasce a partir da porta dianteira e se prolonga pela porta traseira na parte inferior. As portas ainda possuem maçanetas convencionais e há uma boa área envidraçada para as janelas. Por ter um perfil mais cupê, o 408 europeu possui um prolongamento do desenho das janelas em preto brilhante. A antena de teto é no estilo barbatana de tubarão.

Complementam seu design as belas rodas de 20 polegadas com uma forma geométrica inserida num círculo surpreendem quando o veículo está parado e criam um efeito visual em baixa velocidade. De traseira, o 408 tem uma espécie de aerofólio que auxilia no fluxo de ar nas extremidades, onde o fluxo de ar é otimizado e guiado por duas “orelhas de gato” que formam um corredor aerodinâmico ideal em direção ao spoiler da tampa do porta-malas.

Esses dois apêndices angulosos e eficientes fazem parte dos elementos de estilo que distinguem o 408. Além disso, ele tem um vidro com caimento suave e uma tampa do porta-malas que é bem ampla. Ele tem lanternas horizontais em Full-LED, compridas e finas. Elas são conectadas por meio de um acabamento preto brilhante, onde está o logotipo da marca, ao centro. O para-choque traseiro possui um acabamento em plástico preto, com luzes de ré e lanternas de neblina/refletores em posição verticais e inclinadas, inversamente a identidade luminosa das lanternas.

Há ainda um difusor de ar na parte inferior, com linhas mais esportivas. No interior, o 408 possui a última geração do Peugeot i-Cockpit 2, com quadro de instrumentos elevado e seu pequeno volante dedicado ao prazer de conduzir e ao domínio da agilidade. Mecanicamente, o modelo vem com motores híbridos, com destaque ao 1.6 PureTech THP de 150cv ou 180cv que, combinados com o elétrico, desenvolvem 180cv ou 225cv de potência, ambos com uma autonomia de 60km. As emissões de 26g/km de CO2 (25g/km no Hybrid 180 e-EAT8). Em ambos os casos, a bateria de íons de lítio de 12,4kWh de capacidade e admite cargas completas de até 7,4kW em 1h55. Ele terá até cinco modos de condução, dependendo da mecânica: Electric, Eco, Hybrid, Normal e Sport. Pesando 1.396kg



Fotos: Peugeot / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Alfa Romeo surpreende e confirma nome Milano para SUV subcompacto que estreia em abril

RAM reajusta os preços de Rampage, 1500, 2500 e 3500 no Brasil, em até R$ 5.000

Nio ET5 Touring é a primeira station wagon da marca; estreia na China de olho na Europa

Ford desenvolve um SUV elétrico de 7 lugares que será apresentado em meados de 2025

Fiat reajusta os preços da Toro em versões com motor T270, com cortes de até R$ 10.000

Chevrolet Camaro ganha séries especiais Collector's Edition e Garage 56 Edition nos EUA

Lamborghini comemora aniversário de 60 anos de Sant'Agata Bolognese e revela três séries

Nosso novo Peugeot 2008 será igual ao modelo europeu, recém reestilizado; terá motor T200

Ferrari apresenta a SF90 XX Stradale e Spider na Europa, com motor híbrido de 1.030cv

Toyota dá a entender que o Celica pode ressurgir como cupê esportivo criado pela GR