Alfa Romeo e Maserati vão continuar a ser produzidos em Cassino, com base STLA Large

Stellantis vai continuar a produzir automóveis da Alfa Romeo e da Maserati na fábrica de Cassino, região de Piedimonte San Germano, no centro-sul da Itália



A Stellantis confirmou as reformas na unidade de Cassino, na Itália, para a produção de modelos elétricos com a plataforma modular STLA Large. O grupo ainda confirmou que os futuros carros que serão produzidos por lá não foram apresentados ainda, mas que serão da Alfa Romeo e da Maserati, que continuam a fazer seus carros na unidade. Com as reformas que a unidade vai receber, a Stellantis prepara para ela ser a sua segunda unidade no mundo a fazer carros com base STLA Large.

Em 2021, a Stellantis confirmou que a plataforma STLA Large será usada em modelos de performance com tração AWD e muscle cars norte-americanos, usada em carros de 4,80 metros de comprimento a 5,50 metros de comprimento, com baterias de 101kWh a 118kWh e autonomia de até 800km. Para essa plataforma, a Stellantis deve oferecer as opções de motor como 170cv, 245cv, 204cv e 449cv. Com motores duplos, a plataforma ainda permitir ter modelos de 897cv e com capacidade de acelerar de 0 a 100km/h em menos de 2 segundos.

Atualmente responsável pela produção de Alfa Romeo Giulia, Alfa Romeo Stelvio e Maserati Grecale, a unidade deve receber a chegada das novas gerações elétricas de Giulia e Stelvio, que serão apresentados até meados de 2027. A dupla vai receber a versão civil com uma potência na casa dos 345cv, enquanto versões mais potentes devem entregar cerca de 790cv. O Quadrifoglio continua com as novas gerações e vai desenvolver cerca de 1.000cv. A marca também pode fazer um terceiro carro da Alfa na unidade.

Trata-se de um SUV de grande porte, que ficará acima do Stelvio e que já nasce elétrico. Olhando para rivais como Audi Q8 e-tron, BMW iX e Mercedes-Benz EQS SUV, o novo modelo deve fazer parte do plano de expansão da Alfa Romeo, que depois de 2026 vai ganhar novos segmentos. “Depois de 2026, vamos aumentar [de tamanho]; Estou trazendo ao mercado em 2027 um carro do segmento E [um sedã grande] que é ótimo para a América do Norte, que é ótimo para a Europa. Provavelmente também diremos: 'Ok, porque não a China?' Você sabe, em um modelo construído em 2028.”, disse Jean-Philippe Imparato, CEO da Alfa Romeo.

“A fábrica de Cassino possui uma longa tradição de inovação e tecnologia. Os veículos baseados na plataforma STLA Large que estamos a projetar irão revolucionar a experiência de condução graças às funcionalidades e características de ponta e, para isso, confiamos na grande experiência dos nossos funcionários e da equipa de gestão da Stellantis para podermos atingir os nossos objetivos ousados relacionados a custo e qualidade. O apoio dos colaboradores do Cassino e a visão das autoridades locais e nacionais são um grande incentivo para desenvolvermos veículos capazes de conquistar clientes com uma mobilidade limpa, segura e acessível”, disse Carlos Tavares, CEO da Stellantis, ao fazer o anúncio das investidas para a renovação.



Fotos: Alfa Romeo / divulgação | Maserati / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

RAM reajusta os preços de Rampage, 1500, 2500 e 3500 no Brasil, em até R$ 5.000

Ford desenvolve um SUV elétrico de 7 lugares que será apresentado em meados de 2025

Fiat reajusta os preços da Toro em versões com motor T270, com cortes de até R$ 10.000

Nosso novo Peugeot 2008 será igual ao modelo europeu, recém reestilizado; terá motor T200

Alfa Romeo surpreende e confirma nome Milano para SUV subcompacto que estreia em abril

Nio ET5 Touring é a primeira station wagon da marca; estreia na China de olho na Europa

Lamborghini comemora aniversário de 60 anos de Sant'Agata Bolognese e revela três séries

Chevrolet Camaro ganha séries especiais Collector's Edition e Garage 56 Edition nos EUA

Jetour apresenta o X90 Plus no Salão do Automóvel de Guangzhou, que é reestilizado

Ferrari apresenta a SF90 XX Stradale e Spider na Europa, com motor híbrido de 1.030cv