GWM demonstra interesse no hidrogênio no Brasil e fecha parceria com Governo de SP

Great Wall Motors e Governo de São Paulo fecham parceria para promover veículos comerciais abastecidos com hidrogênio a partir de fontes renováveis como etanol



A Great Wall Motors (GWM) e o Governo do Estado de São Paulo confirmaram uma parceria em Iracemápolis (SP) para o desenvolvimento de projetos para a introdução de frotas movidas a hidrogênio no estado. O complexo automotivo vem recebendo reformas antes de começar a operar, ainda neste ano. Lá, a unidade terá capacidade de produzir 100.000 unidades ao ano e gerar cerca de 2.000 empregos diretos até 2025. Para celebrar o investimento da GWM, Tarcísio de Freitas, Governador de São Paulo, realizou uma visita na unidade.

“São Paulo quer ser líder no processo de transição energética. Temos um grande potencial do estado no etanol, que é a ponte para termos veículos movidos a partir de hidrogênio e que vão ser muito viáveis na questão de carga. Será uma revolução no transporte brasileiro, a tecnologia está aí e, com uma dose de incentivo, vamos ter usinas de etanol produzindo também o hidrogênio verde. Vamos fechando as pontas da economia circular e, no final, proporcionando essa grande revolução energética. Todo o Brasil vai ganhar muito com isso. Com um investimento total planejado de R$ 10 bilhões de reais no nosso estado, a GWM está trazendo tecnologia e também mais 2 mil empregos”, afirmou Tarcísio.

O evento ainda contou com a participação do Secretário Estadual de Desenvolvimento Econômico, Jorge Lima, e do Presidente da InvestSP, Rui Gomes Junior, além de outras autoridades do Executivo Paulista e da Assembleia Legislativa. Tanto o Governo de São Paulo como a GWM vão trabalhar em conjunto para a implementação de uma rota logística para o desenvolvimento de veículos a hidrogênio e a identificação de parceiros para a geração e fornecimento do combustível verde a partir de fontes renováveis, como é o caso do etanol, por exemplo.

O Governo de São Paulo também vai incentivar as universidades do estado na pesquisa e desenvolvimento de tecnologias de descarbonização das cadeias de transportes. “Acreditamos que o Brasil vai continuar se consolidando como referência global em matriz energética sustentável. A GWM pretende contribuir com o desenvolvimento das melhores tecnologias de eletrificação no país utilizando a liderança industrial do estado de São Paulo”, diz Ricardo Bastos, Diretor de Assuntos Institucionais da GWM Brasil. Com o investimento, a GWM e o estado querem diversificar a matriz energética a partir de fontes renováveis.

Essa medida visa a redução do uso de combustíveis fósseis e da emissão de poluentes como o CO2, além de apostar em conceitos ESG de governança ambiental, social e corporativa aplicados à gestão pública. Além da GWM, a Toyota também quer fomentar o hidrogênio no Brasil e recentemente trouxe uma unidade do Mirai para pesquisa de estudantes do ensino superior da USP.





Fotos: Governo de São Paulo / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fiat confirma que o futuro interior dos seus carros terão inspiração no clássico Lingotto

Volkswagen apresenta as primeiras imagens teaser de um possível Golf GTI Edition 50

Ford tem desconto de R$ 17 mil para a Ranger; Maverick, Bronco Sport e Transit tem promoção

Toyota registra imagens de patente de câmbio manual que simula de 14 marchas no USPTO

BMW lança promoção adicional para iX1 e iX no Brasil até o próximo dia 31 de maio

BMW cogitou produzir 50 unidades da Z4 Touring Coupé Concept, mas desistiu do projeto

MINI revela imagens teaser do desenvolvimento da condução com uso de óculos VR

Chery reajusta o preço do Tiggo 5X em R$ 1.000 e Tiggo 7 Sport pode receber primeiro aumento

Peugeot apresenta a reestilização do 208 na Europa, que ganha opção de motor híbrido

GWM lança promoção para o Ora 03, com Pacote Tranquilidade e condições de financiamento