CEO da Alfa Romeo confirma que estuda produzir elétricos nos Estados Unidos

Alfa Romeo não descarta produzir elétricos nos Estados Unidos pela primeira vez em 113 anos de existência da marca italiana, destaca CEO durante entrevista



A Alfa Romeo em toda a sua história sempre foi uma marca muito tradicional às suas origens italianas. Tanto, que a marca nunca produziu em alguns mercados que são considerados estratégicos para o crescimento de uma empresa, como os Estados Unidos e a China. No entanto, isso pode mudar de acordo com o novo plano estratégico de reestruturação da Stellantis, que prevê que suas marcas precisam expandir não só em vendas, mas também em mercados. Recentemente, o CEO da marca, Jean-Philippe Imparato, confirmou detalhes dessa expansão.

De acordo com o executivo, a italiana poderia passar a produzir nos Estados Unidos. Ainda em estudos, a ida da Alfa Romeo para produzir nos EUA pode acontecer com a chegada de elétricos no lineup. O Stelvio de nova geração, por exemplo, já nasce como um produto puramente elétrico. A chegada da Alfa com uma produção na América do Norte seria um trunfo importante para o crescimento global da empresa, que hoje conta com as unidades de Cassino e Pomigliano d’Arco, ambas na Itália. A marca já sabe que, para crescer globalmente, precisa estar inserida em mercados como China e Estados Unidos.

Imparato apenas confirmou que esse novo produto que poderia ser o primeiro a ser produzido fora da Itália atualmente seria do segmento E, muito provavelmente sendo um utilitário esportivo. “Também poderia ser um cupê fantástico. O primeiro mercado no mundo para o segmento E é o seu mercado – os EUA. A segunda é a China”, disse o CEO para jornalistas, de acordo com o Autoweek. Esse novo possível SUV, por exemplo, pode ser um SUV cupê de três fileiras de bancos que pode ficar acima do Stelvio, mas que demora mais alguns anos para ser lançado. As estimadas é que ele seja apresentado em algum momento após 2026.



A chegada de novos produtos, por exemplo, vai obrigar a marca ou a expandir a capacidade de produção das fábricas que tem na Itália ou exigir que tenha espaço em novas fábricas pelo mundo. Na América do Norte, por exemplo, a Stellantis possui algumas fábricas com uma capacidade ociosa que poderia permitir a produção de novos produtos. “Se quero ser a marca premium global da Stellantis, devo estar em todo o mundo em termos de vendas. Devo estar no nível mais alto em termos de satisfação, em termos de satisfação e experiência do cliente. E devo planejar o sucesso para o futuro. É disso que precisamos.”, adiciona Imparato.

Recentemente, a Jeep deixou de produzir na fábrica de Belvidere, estado de Illinois, nos Estados Unidos, onde produzia o Cherokee. Uma fábrica pronta, fechada e que demandaria apenas de investimentos para modernização. É essa a visão de Larry Dominique, Vice-Presidente Sênior e Chefe da Alfa Romeo e Fiat North America. Com uma nova geração do Giulia e Stelvio elétricos feitos em Cassino, a marca também vai expandir para outros segmentos clássicos como novos sedãs grandes e cupês, por exemplo. “Então, para mim, a eletrificação significa que o sedã está de volta. Você terá um Giulia totalmente elétrico”, promete o CEO.

“Nas próximas semanas iremos congelar o design da próxima geração do Giulia… Trarei um sedan (EV) no mercado e provavelmente não apenas um.”, adiciona Imparato. A nova geração do Giulia, um dos elementos principais dessa renovação, está em desenvolvimento com equipes da Itália e da América do Norte. A meta da italiana é se tornar puramente elétrica já em 2027, ou seja, todo novo produto da marca já será elétrico. O Tonale, por exemplo, se tornou o último lançamento da marca a não ter nenhuma opção de motor elétrico, ao mesmo tempo que foi o primeiro híbrido da marca – já antecipando a eletrificação total.



Fotos: Alfa Romeo / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fiat confirma que o futuro interior dos seus carros terão inspiração no clássico Lingotto

Volkswagen apresenta as primeiras imagens teaser de um possível Golf GTI Edition 50

Ford tem desconto de R$ 17 mil para a Ranger; Maverick, Bronco Sport e Transit tem promoção

Toyota registra imagens de patente de câmbio manual que simula de 14 marchas no USPTO

BMW lança promoção adicional para iX1 e iX no Brasil até o próximo dia 31 de maio

BMW cogitou produzir 50 unidades da Z4 Touring Coupé Concept, mas desistiu do projeto

MINI revela imagens teaser do desenvolvimento da condução com uso de óculos VR

Chery reajusta o preço do Tiggo 5X em R$ 1.000 e Tiggo 7 Sport pode receber primeiro aumento

GWM lança promoção para o Ora 03, com Pacote Tranquilidade e condições de financiamento

Peugeot apresenta a reestilização do 208 na Europa, que ganha opção de motor híbrido