Volkswagen volta a produzir em General Pacheco, na Argentina, depois de três meses

Fábrica da Volkswagen na Argentina, em General Pacheco, ficou três meses paralisada por falta de peças, o que derrubou exportações de Amarok e Taos



A Volkswagen retomou a produção de Amarok e Taos na fábrica de General Pacheco, na Argentina, depois de três meses paralisada. A unidade fabril voltou a produzir veículos no dia 11 de março, depois de parar a produção em dezembro de 2023. A fábrica não produzia veículos por conta de um problema que recentemente afetou também a Chevrolet. A falta de peças. Com isso, os funcionários da unidade fabril entraram em regime de férias antecipadas.

O retorno da produção foi gradativo e nas primeiras duas semanas após o dia 11, o funcionamento da linha de produção foi em turno único. Após 15 dias, o segundo turno retomou a produção normalmente. A falta de componentes se deu por conta da falta de componentes, onde vários fornecedores interromperam as entregas de autopeças por conta da dívida de dólares que foi acumulada no exterior. Esses fornecedores se endividaram em dólares, por conta de uma sugestão do então Ministro da Economia do Governo Federal anterior, Sergio Massa.

Como era candidato à Presidência, Massa teria prometido pagar o valor à taxa oficial do Banco Central, mas esse compromisso nunca foi cumprido. Com o endividamento, fornecedores estrangeiros de matérias-primas e peças cortaram o fornecimento de várias peças para as indústrias argentinas. O governo eleito, de Javier Milei, emitiu um título para resgatar as empresas endividadas e retomar a produção em cadeira de vários setores no país vizinho, o que regularizou a situação da indústria. A dívida total foi de US$ 8 bilhões, o que piorou a situação do país neste primeiro trimestre de 2024, com a inflação em 211,4% em 2023 e no primeiro mês do ano já teve 20,6% de inflação.

Atualmente a Volkswagen produz Amarok e Taos na Argentina. A marca alemã investiu recentemente o montante de US$ 250 milhões na linha de produção da picape e do SUV, entre o ciclo 2022-2026. O investimento será direcionado para a renovação da Amarok (que estreia dentro de alguns meses, possivelmente ainda neste primeiro semestre), a maior nacionalização de peças do Taos e ao início da produção de motos da Ducati na unidade.



Fotos: Volkswagen / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fiat confirma que o futuro interior dos seus carros terão inspiração no clássico Lingotto

Volkswagen apresenta as primeiras imagens teaser de um possível Golf GTI Edition 50

Toyota registra imagens de patente de câmbio manual que simula de 14 marchas no USPTO

Ford tem desconto de R$ 17 mil para a Ranger; Maverick, Bronco Sport e Transit tem promoção

BMW lança promoção adicional para iX1 e iX no Brasil até o próximo dia 31 de maio

BMW cogitou produzir 50 unidades da Z4 Touring Coupé Concept, mas desistiu do projeto

MINI revela imagens teaser do desenvolvimento da condução com uso de óculos VR

Chery reajusta o preço do Tiggo 5X em R$ 1.000 e Tiggo 7 Sport pode receber primeiro aumento

GWM lança promoção para o Ora 03, com Pacote Tranquilidade e condições de financiamento

Peugeot apresenta a reestilização do 208 na Europa, que ganha opção de motor híbrido