Lexus já aceita encomendas do NX, que só deve ser lançado no Brasil no primeiro trimestre de 2015!


A Lexus já está aceitando encomendas do NX no Brasil. Com lançamento previsto para Março de 2015, o SUV da marca de luxo japonesa deve chegar ao país para concorrer com o Land Rover Range Rover Evoque no quesito ousadia. O modelo que deverá ter preços na casa dos R$190.000 aos R$230.000 deve ficar abaixo do RX, chega em duas versões, a Luxury e a Sport. Com bons elementos visuais, com estilo esportivo, o NX deve ter apenas uma motorização no Brasil para as duas versões: o 2.0 Turbo que desenvolve 238cv de potência, auxiliado por um câmbio automático de 6 velocidades. Entre os principais itens de série, o NX deve trazer tela touchscreen de 7" polegadas com sistema GPS, sistema de recarga sem fio para dispositivos eletrônicos, controle de velocidade adaptativo, detector de ponto cego e projeção das principais informações da instrumentação no painel, conhecido por "head up display", além de rodas de liga leve de 17" polegadas. A Lexus do Brasil aposta nele, para ser seu novo best-seller nas vendas por aqui, posto atualmente do IS.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

BYD lança oficialmente o Song Pro no Brasil, com motor de até 235cv e por R$ 189.800

Volvo lança promoção do EX30 no Brasil, além de condições para XC40, C40, XC60 e XC90

Baojun apresenta a chegada do Yunduo na China, o concorrente direto do BYD Dolphin

Volkswagen registra imagens de patente do ID.7 S na China, que será da joint-venture SAIC-VW

Iveco lança o eDaily no Brasil, contra o Ford E-Transit, em três versões e parte de R$ 549.000

Renault lança promoção em julho no Brasil para quase toda a linha, inclusive com elétricos

BYD lança promoção '48 Horas Eletrizantes' e tem condições até o final deste mês

JAC Hunter é uma das apostas da marca chinesa para este segundo semestre no Brasil

Peugeot lança o novo E-2008 no Brasil, elétrico que chega com melhorias e um motor de 158cv

Kia confirma que vai manter os preços no Brasil mesmo com aumento da alíquota de IPI