Citroën comemora um ano do lançamento do reestilizado AirCross, que trouxe custo/benefício


Apresentado há um ano, a Citroën revelou o face-lift latino do C3 AirCross e C3 Picasso, que passou a ser vendido unicamente como AirCross. As versões de entrada passaram a substituir a Picasso enquanto as topos de linha substituíram o C3 AirCross. O plano de mercado deu certo e o AirCross vende em média de 500 a 650 unidades mensais, número bom para o segmento de minivans compactas e pela imagem da Citroën no país, que apesar de vir melhorando, ainda tem sua imagem arranhada pelo pós-venda. Custando R$150 milhões para a PSA, que foi desenvolvida com a colaboração do Latin America Tech Center, o Centro de Pesquisa, Desenvolvimento e Design da PSA Peugeot Citroën, que tem sede no Brasil. O C3 AirCross ganha novos faróis, nova grade dianteira, novo para-choque dianteiro (e traseiro, mas sem fotos oficiais), LEDs diurnos que o aproximam que as últimas novidades da Citroën. Fazem parte do "pacote face-lift" as novas rodas de liga leve, a inscrição lateral com o nome "AirCross", novas lanternas com novo layout, entre outros. Sabe-se que a minivan compacta deve ter duas opções, uma mais simples, que deve substituir a C3 Picasso (que deixa de ser vendida) e uma mais completa, aos moldes da vendida atualmente. Nas duas versões de entrada, não será vendido com estepe pendurado na traseira, que deixa o visual mais limpo. No interior, o C3 AirCross apresenta uma estética com formas mais quadradas, padrão chamado pela empresa como Squarcle (fusão de square e circle, quadrado e círculo em inglês). A central multimídia que antes ficava localizada na parte superior do painel, agora se encontra no console central e conta com tela sensível touch screen. A ferramenta é compatível com os sistemas MirrorLink e Apple CarPlay, possibilitando espelhar os smartphones. O novo painel traz as três saídas de ar redesenhadas e agora com a filosofia do "quadrado redondo". O acabamento também está diferente. No painel há um console central com pintura diferenciada que adota a nova central multimídia, inexistente no C3 AirCross. O painel muda e abrigará o sistema multimídia touch com tela de 7" polegadas nas versões mais completas, com Apple PlayCar e Android Auto. O quadro de instrumentos receberá novo grafismo. Atualmente ele é vendido por R$53.990 iniciais e possui um dos melhores custo/benefício do segmento.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fiat confirma que o futuro interior dos seus carros terão inspiração no clássico Lingotto

Volkswagen apresenta as primeiras imagens teaser de um possível Golf GTI Edition 50

Ford tem desconto de R$ 17 mil para a Ranger; Maverick, Bronco Sport e Transit tem promoção

Toyota registra imagens de patente de câmbio manual que simula de 14 marchas no USPTO

BMW lança promoção adicional para iX1 e iX no Brasil até o próximo dia 31 de maio

BMW cogitou produzir 50 unidades da Z4 Touring Coupé Concept, mas desistiu do projeto

MINI revela imagens teaser do desenvolvimento da condução com uso de óculos VR

BMW revela as novas imagens teaser do M5 e M5 Touring, que vão ter mais de 700cv

Jaguar-Land Rover quer construir uma inédita fábrica de bateria para elétricos no Reino Unido

Chery reajusta o preço do Tiggo 5X em R$ 1.000 e Tiggo 7 Sport pode receber primeiro aumento