CAuto #72: reestilizado, Ford EcoSport passa a adotar filosofia do padrão norte-americano de acabamento


O Ford EcoSport, projeto desenvolvido para o Brasil em 2003, chegou com a missão de trazer acesso a consumidores que sonhavam com um SUV na sua garagem, mas não tinham condições de pagar por um Honda CR-V, Chevrolet Blazer, Toyota SW4 e outros. O sucesso foi tanto, que na segunda geração, lançada em 2012, a Ford percebeu que o EcoSport poderia ter âmbito global. E assim foi. Até chagarmos a 2016, quando a Ford apresentou em novembro, no Salão do Automóvel de Los Angeles, a segunda geração reestilizada. Estratégia política da Ford para começar a vender o Eco por lá até 2018, ele começou a ser vendido primeiramente no seu país de origem, Brasil. E na pré-apresentação esse pouco de Estados Unidos estava presente no modelo produzido em Camaçari (BA). E o Brasil sequer deve exportar o Eco para os EUA (missão da fábrica indiana), mostrando que a Ford enfim, cuidou do acabamento interno do utilitário esportivo. O padrão de acabamento ficou visivelmente melhor, com bancos mais largos e que abraçam mais o ocupante. Porém, o Eco tem suas limitações. O pouco espaço interno, de um modelo de apenas 2,52 metros de entre-eixos, com um porta-malas de 356 litros que é apenas mediano frente aos principais concorrentes e um estepe que ainda está pendurado na tampa do porta-malas, adereço estético digno de 2003, quando ele foi lançado em sua primeira geração. As mudanças no interior servem para compensar justamente essas falhas de tamanho, o que deve ser solucionado apenas na terceira geração, que estreia até 2021. Enquanto isso, o EcoSport tenta sobreviver com uma nova - e dura - concorrência.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fiat confirma que o futuro interior dos seus carros terão inspiração no clássico Lingotto

Chevrolet lança a nova S10 no Brasil, que traz atualizações importantes e parte de R$ 247.860

Kia confirma a vinda do EV9 ao Brasil e define estreia para o primeiro semestre de 2024

Eccentrica apresenta o Lamborghini Diablo remasterizado que agora desenvolve 550cv

Mercedes-Benz lança o Classe G 63 AMG Grand Edition no Brasil, por caros R$ 2.247.900

Tank registra novas imagens de patente do 700 Hi4-T no MIIT e confirma uso de motor de 517cv

Fiat Titano vai virar RAM 1200 no México, antecipa teaser; picape ganhará quarto logotipo

GWM adiciona caminhões elétricos para fazer entregas de peças para concessionárias

GWM registra imagens de patente do Veyron na China, que pode ser da marca Haval ou da Sar

Volkswagen lança Polo Robust, versão voltada ao agronegócio, que chega por R$ 89.290