Mercedes-Benz apresenta o reestilizado CLS na Europa, que recebe mudanças sutis


A Mercedes-Benz apresentou oficialmente a reestilização do CLS, que estreia na Europa. Em sua terceira geração, o CLS recebe atualizações de meia-vida deste modelo apresentado pela primeira vez em 2017, no Salão do Automóvel de Los Angeles. O sedã cupê da marca foi apresentado na versão 450 4MATIC e na 53 AMG. Sendo um dos primeiros carros a introduzir a central multimídia MBUX, o CLS ainda ganha novidades no pacote tecnológico e aperfeiçoamento de alguns outros recursos. Visualmente, o CLS 2022 passa a contar com novo para-choque dianteiro, que ganha detalhes em preto brilhante, com linhas mais fluídas. Ele traz novas entradas de ar inferiores, com uma entrada de ar inferior maior e que na parte superior se conectam. A grade dianteira ainda recebe um novo acabamento com várias estrelas tridimensionais da Mercedes-Benz. Nas laterais, as mudanças ficam por contas de novas rodas de liga leve de 19 ou 20 polegadas, que possuem acabamento Tremolite Gray ou High-Gloss Black. Na traseira, as novidades ficam por conta do novo para-choque traseiro, que traz um novo extrator e novas saídas de escape, apenas. No interior, o sedã passa a ser vendido com novidades nos revestimentos, que recebem o couro Nappa no novo volante e traz sensores capacitivos que controlam as características do carro. Os bancos ainda podem contar com revestimento Neva Grey, Magma Grey e Sienna Brown/Black. O acabamento ainda pode receber nova decoração no painel e a base de madeira de nogueira marrom e cinza brilhante. 



Na mecânica, a Mercedes adicionou motor 3.0 de seis cilindros em linha Turbo que desenvolve 367cv de potência e 51kgfm de torque. O mesmo motor ainda pode ser híbrido, com um motor elétrico de 24cv e 25,5kgfm, disponibilizados pelo EQ Boost em pequenos períodos, com bateria de 48kWh. Há ainda um seis cilindros diesel que desenvolve 290cv e 61,2kgfm ou 340cv e 71,4kgfm, sempre acoplado ao câmbio automático de 9 velocidades. Segundo a Mercedes, o EQ Boost auxilia o motor a combustão a acelerar, por exemplo, fornecendo energia da bateria por meio de uma recuperação de alta eficiência, diminuindo o consumo de combustível e desempenho equiparável a de um propulsor de seis cilindros. A versão 53 AMG ainda traz algumas novidades, como a grade dianteira Panamericana com barras verticais e o pacote AMG Night, com rodas de 20 polegadas. A Mercedes ainda vai oferecer o AMG Dynamic Plus, que traz as pinças de freio são de tom vermelho e as letras AMG em preto. Na condução, graças a um ajustado modo de condução ‘RACE’ que oferecerá sensações mais radicais. No interior, as novidades ficam por conta de detalhes do acabamento em fibra de carbono com o pacote Exterior Carbon Package II. Na mecânica, o CLS 53 AMG tem motor 3.0 de seis cilindros em linha Turbo que desenvolve 367cv de potência e 51kgfm de torque. O motor elétrico desenvolve 24cv e 25,5kgfm, disponibilizados pelo EQ Boost em pequenos períodos, com bateria de 48kWh. A potência combinada é de 435cv e 53kgfm, sempre com câmbio automático de 9 velocidades. Vale destacar que o motor elétrico fica responsável por movimentar o CLS nas rotações iniciais. De acordo com a marca, ele acelera de 0 a 100km/h em 4,5 segundos com velocidade máxima de 250km/h.





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Reestilização do Volkswagen Jetta chega até 2022, com o inédito motor 1.5 TSI

Chevrolet Tracker PcD volta a ser vendido em breve, mas com mudanças de conteúdo

Chevrolet lança a linha 2022 da S10, com duas opções de motor Flex; parte de R$156.890

Citroën "C2 AirCross/C3/C3 Sporty" deve ser apresentado no próximo dia 20 de maio

Citroën confirma fim de linha de C3, AirCross e C4 Lounge; trio sai do site da marca

Chevrolet comemora a marca de 150.000 unidades do Cruze, produzidos na Argentina

Lançado há quatro anos, Seat Ibiza também ganha reestilização de meia-vida na Europa

Stellantis confirma que quer triplicar a venda de eletrificados e aposta em hidrogênio

Mercedes-Benz apresenta oficialmente o EQB no Salão do Automóvel de Xangai, na China

Prestes a ganhar irmão quase gêmeo, Chery Tiggo2 ganha versão Smile AT por R$80.650