Tata Group também entra para o grupo das que querem produzir seus próprios chips


Visando um futuro eletrificado, a Tata confirmou que não quer ser recém da cadeia de semicondutores e que quer produzir os seus próprios dentro de alguns anos. Assim como algumas montadoras tem decidido, os indianos da Tata também não querem ficar a mercê de fornecedores. A Tata confirmou que pode ter planos em conjunto com o Governo da Índia para desenvolver uma linha de produção da peça. Isso porque recentemente a Índia confirmou que tem interesse em produzir os componentes, como destacou recentemente o Primeiro-Ministro do país, Narendra Modi. Em entrevista para a Agência Bloomberg, o Presidente da Tata Group, Natarajan Chandrasekaran, juntamente com o Diretor Administrativo do Grupo, Shailesh Chandra, disseram que a Tata quer produzir tanto semicondutores como as próprias baterias dos seus carros elétricos. “A cadeia de suprimentos está ficando muito precária e incerta”, disse Chandra. A Tata está, ainda, em conversa com quatro dos maiores produtores de semicondutores do mundo para fazer uma parceria, para produzir na Índia e erguer uma fábrica. Até o momento, sabe-se que a Tata estuda ter uma fábrica em um dos quatro estados indianos: - Tamil Nadu, Karnataka, Telangana e Odisha. “Escrevemos um relatório sobre prós e contras em todos os quatro estados. Espero que, em meados de maio, façamos um anúncio no local. Ainda não finalizamos ou assinamos com nenhum deles, mas com certeza entraremos em embalagens avançadas. A embalagem tradicional é um negócio de alto volume. Não precisamos de um parceiro para isso. Podemos construí-lo nós mesmos", disse Raja Manickam, fundador e CEO da Tessolve Semiconductor Pvt Ltd. “No Grupo Tata, já nos concentramos em vários novos negócios, como fabricação de eletrônicos, equipamentos de rede 5G e semicondutores”, disse Chandrasekharan. 



Fontes: CarScoops e Economic Times

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fiat Scudo chega ao Brasil no 2º semestre, com produção uruguaia e duas opções de motor

NBR é marca brasileira que surge como aposta de buggy e terá fábrica em Pernambuco

Fiat Scudo será vendido nas mesmas versões de Citroën Jumpy e Peugeot Expert, Cargo e Multi

BMW lança o Série 3 2022, com novidades nas versões 320i, que estreia por R$267.950

Audi lança a linha 2023 de A4 e A5 Sportback com motor híbrido-leve 40 TFSI, de 204cv

Peugeot 4008 será apresentado em 2022 como um SUV médio cupê com base no novo 308

Stellantis já testa o Fiat Scudo no Brasil; lançamento vai acontecer ainda em 2022

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

Volvo abre pré-venda do novo XC40 Recharge Electric P6, com motor de 231cv, por R$ 309.950

Nova Chevrolet Spin não deve ser baseada no Orlando, como era estipulado