Nova geração do Land Rover Range Rover Sport aparece em 2023 no mercado brasileiro


Recém apresentada no exterior, a Land Rover confirmou que a nova geração do Range Rover Sport será apresentado no mercado brasileiro em 2023. Um dos principais SUVs da Land Rover em nosso mercado, a nova geração vai estrear tecnologias e pode vir apenas com motores eletrificados. De acordo com informações, ainda não se sabe quais versões e motorizações estarão disponíveis no país, o que será revelado nos próximos meses. Desenvolvido a partir da nova plataforma modular MLA-Flex, o Range Rover Sport se torna um carro mais moderno e mais atualizado em termos de motorizações eletrificadas. A nova plataforma permite que o novo Range Rover Sport seja 35% mais rígido que a geração anterior, apresentada em 2013. Com seus 4,950 metros de comprimento, 3,000 metros entre os eixos, 2,000 metros de largura e 1,820 metro de altura, o SUV possui até mesmo um espaço interno maior, com 647 litros de porta-malas, por exemplo. Visualmente, o design da terceira geração se destaca por ser mais moderna e minimalista. Na dianteira, destaque fica por conta dos faróis mais afilados e com Matrix LEDs (com 1,3 milhões de pixels), tendo ainda LEDs diurnos em ‘L’, tendo ainda uma grade dianteira mais fina e que segue com o logotipo da Land Rover no lado direito da grade. O para-choque dianteiro possui linhas mais limpas, com uma dupla entrada de ar. A parte superior se conecta com as entradas de ar nas extremidades, por meio de um acabamento em preto brilhante. Este, possui um acabamento horizontal onde estão os repetidores de direção. Há ainda uma entrada de ar inferior e, nas extremidades, estão os finos faróis de neblina, em LED. O capô também traz linhas mais limpas, com destaque para o Range Rover destacado no capô. Visto de lateral, o perfil mais suave do caimento do teto continua no Sport. Visto de perfil, inclusive, pouco parece se observar muitas mudanças em relação ao antecessor. O desenho das laterais do capô, dá vida aos faróis e as lanternas, por meio de um friso que percorre toda a lateral. O para-lama dianteiro ainda possui um acabamento em preto brilhante. O teto possui coloração em tom contrastante e a carroceria possui linhas mais limpas. Ajuda nessa sensação as maçanetas escamoteáveis, o que ajuda na sensação do desenho estar mais limpo. 



O SUV possui duas antenas de teto estilo barbatana de tubarão, lado a lado. Na traseira, ele ganha lanternas mais afiladas e que se conectam por meio de um acabamento em preto brilhante com o nome Range Rover. O nome Sport fica no lado esquerdo e o logotipo da marca aparece no lado direito. A tampa do porta-malas possui um friso que ajuda na sensação dele estar mais largo do que realmente é. Larga também é a tampa do porta-malas. O para-choque traseiro possui o espaço para a placa traseira, tendo ainda refletores nas extremidades. Abaixo, há um acabamento em preto brilhante, com um pequeno defletor de ar e duas saída de escape retangular. Na mecânica, ele terá opções P360 com o 3.0 Ingenium de seis cilindros em linha de 369cv e 50,9kgfm. Com o P400, ele tem o mesmo motor 3.0 Ingenium de seis cilindros em linha, mas com 400cv e 56,0kgfm. O P440e (híbrido plug-in) terá um motor 3.0 Ingenium junto de um elétrico de 143cv que juntos entregam 440cv com torque de 63,2kgfm. Já o P510e tem o mesmo motor a combustão e o mesmo elétrico, mas entrega 510cv e 71,4kgfm. Os modelos P440e e P510e são híbridos plug-in, ou seja, PHEV. Esses últimos usam bateria de íons de lítio de 38,2kWh – com capacidade útil de 31,8kWh – e um motor elétrico de 143cv integrado à transmissão. Juntos, o trem de força fornece até 113km de autonomia elétrica de direção totalmente elétrica quase silenciosa. Os PHEVs de última geração podem atingir até 140km/h quando rodando com o motor elétrico, emitindo gerais de CO2 inferiores a 30g/km. Ele tem capacidade de carregamento de 50kW na corrente DC, o que significa que pode carregar até 80% em 40 minutos. Outra opção de motor é o P530e, que usa o motor 4.4 V8 TwinPower Turbo da BMW que entrega 530cv e 76,3kgfm de torque. No D300, o motor em si é um 3.0 Turbo Diesel que desenvolve 300cv de potência e torque de 66,2kgfm e o D350 tem o mesmo motor, mas entrega 350cv de potência e 71,4kgfm de torque. Em todos os motores, o câmbio é sempre automático de 8 marchas, da ZF, e a tração possui o sistema nas quatro rodas (iAWD) é controlada pelo sistema Intelligent Driveline Dynamics (IDD) da Land Rover. 



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fiat reajusta os preços da Toro em versões com motor T270, com cortes de até R$ 10.000

Nio ET5 Touring é a primeira station wagon da marca; estreia na China de olho na Europa

Nosso novo Peugeot 2008 será igual ao modelo europeu, recém reestilizado; terá motor T200

Alfa Romeo surpreende e confirma nome Milano para SUV subcompacto que estreia em abril

RAM reajusta os preços de Rampage, 1500, 2500 e 3500 no Brasil, em até R$ 5.000

Ford desenvolve um SUV elétrico de 7 lugares que será apresentado em meados de 2025

Chevrolet Camaro ganha séries especiais Collector's Edition e Garage 56 Edition nos EUA

Jetour apresenta o X90 Plus no Salão do Automóvel de Guangzhou, que é reestilizado

Lamborghini comemora aniversário de 60 anos de Sant'Agata Bolognese e revela três séries

Volkswagen lança promoção no Brasil para Polo, Virtus, Nivus, T-Cross, Taos, Tiguan e Amarok