Renault confirma chegada do primeiro lote do Kwid E-Tech Electric ao mercado brasileiro


A Renault confirmou a chegada do primeiro lote de unidades do Kwid E-Tech Electric ao Brasil. O primeiro lote de unidades do hatch eram de 750 unidades, que esgotaram em pouco tempo, cerca de dois meses. O hatch elétrico é importado da China e se torna o elétrico mais acessível da Renault no país, cargo que atualmente era do Zoe E-Tech Electric. Quando foi lançado, neste primeiro lote, ele chegou por R$ 142.990, sendo o elétrico mais acessível do Brasil, posto que era do JAC e-JS1. Pouco tempo depois, a Chery trouxe o iCar, por R$ 139.990 e posteriormente o segundo lote do Kwid começou a ser vendido por R$ 146.990. O motor elétrico de 65cv e 10,0kgfm de torque. De acordo com a Renault, o Kwid E-Tech Electric acelera de 0 a 50km/h em 4,1 segundos, contando com uma autonomia de 298km em ciclo urbano ou 265km em ciclo misto, ao ser equipado com uma bateria de 26,8kWh. A velocidade máxima é de 130km/h. Ela pode ser recarregada em tomadas de 20A, aterrada. A autonomia da bateria pode ser otimizada por meio do modo de condução ECO acionado facilmente através de um botão no console central. Este modo limita a potência de 45cv (em vez de 65cv), velocidade máxima a 100km/h e torna a frenagem regenerativa mais atuante. O Kwid E-Tech é recarregado por meio de um conector localizado atrás da grade frontal, na altura do logo. O destravamento do compartimento de recarga é feito por meio de um comando localizado internamente, sob o volante. A recarga pode ser feita em tomada comum, em Wallbox de corrente alternada (AC) de 7kW e em carregadores de corrente contínua (DC). 



Por exemplo, para carregar dos 15% até 80% da carga da bateria em DC são necessários 40 minutos, em um Wallbox de 7kW são 2h54 e em uma tomada doméstica de 220V são 8h57. Enquanto o Kwid E-Tech está carregando, o painel de bordo exibe o indicador de recarga e também mostra a autonomia disponível em quilômetros com o nível de carga atual. Visualmente, o Kwid elétrico difere do Kwid a combustão pela grade frontal inteiriça, que esconde a tampa de recarga cuja abertura é acionada através de um comando interno no painel no lado do motorista. Na traseira, traz um novo para-choque, que traz elementos como protetor (skid plate) pintado na cor prata e lanternas de neblina integrados. Os refletores, verticais também são novos. Explicitamente, o Kwid E-Tech ainda se difere pelas faixas laterais e na tampa traseira com a inscrição E-Tech Electric. Em termos de dimensão, o Kwid elétrico é o mesmo das demais versões, com porta-malas de 290 litros de capacidade, espaço para até 1.100 litros com os bancos rebatidos e com um painel com detalhes em prata com preto brilhante. Outra novidade fica por conta da alavanca de marchas substituída por um comando rotativo cromado, com simples utilização em três posições: D (drive/marcha à frente), N (neutro/ponto morto) e R (ré). No Renault On Demand, o Kwid elétrico será vendido com planos de 12 a 48 meses, com franquias de 1.000km, 2.000km ou 3.000km mensais. De acordo com a marca francesa, os interessados em adquirir o Kwid E-Tech Electric terão que desembolsar R$ 999,00 como sinal, que será abatido posteriormente na primeira mensalidade. A primeira mensalidade será de R$ 12.447 e as 11 demais valerão por R$ 3.055,93 no plano de 12 meses e 1.000km de franquia.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

RAM reajusta os preços de Rampage, 1500, 2500 e 3500 no Brasil, em até R$ 5.000

Ford desenvolve um SUV elétrico de 7 lugares que será apresentado em meados de 2025

Nosso novo Peugeot 2008 será igual ao modelo europeu, recém reestilizado; terá motor T200

Fiat reajusta os preços da Toro em versões com motor T270, com cortes de até R$ 10.000

Alfa Romeo surpreende e confirma nome Milano para SUV subcompacto que estreia em abril

Nio ET5 Touring é a primeira station wagon da marca; estreia na China de olho na Europa

Lamborghini comemora aniversário de 60 anos de Sant'Agata Bolognese e revela três séries

Chevrolet Camaro ganha séries especiais Collector's Edition e Garage 56 Edition nos EUA

Jetour apresenta o X90 Plus no Salão do Automóvel de Guangzhou, que é reestilizado

Ferrari apresenta a SF90 XX Stradale e Spider na Europa, com motor híbrido de 1.030cv