One revela detalhes da bateria de 1.000km de autonomia que não possui ânodo

Startup One Next Energy confirma desenvolvimento de baterias com novas tecnologias e oferecendo um baixo custo para conseguir oferecer autonomia de 1.000km



A One New Energy apresentou as primeiras informações sobre uma nova plataforma e bateria que pode oferecer para as marcas desenvolverem seus carros elétricos. A One confirmou que trabalha em uma bateria prismática de 240Ah sem ânodo que está em desenvolvimento em conjunto com a BMW, com uma unidade do iX.

A One confirmou que a sua bateria vai ser uma gigante célula com a maior densidade energética entre as opções de mercado, com a nova geração de baterias Gemini que a One vem trabalhando. A nova bateria é capaz de oferecer uma densidade de 1.007Wh/l, ela traz células que não tem ânodo e são mais baratas de produzir. Informações dão conta de que a bateria terá um custo de US$ 50 por kWh, valor que é considerado bastante baixo.

"A nossa célula prismática sem ânodo é produzida com metade do equipamento necessário para criar uma célula tradicional. o que nos permite reduzir drasticamente os custos de expansão", disse Mujeeb Ijaz, Fundador e CEO da One. Baterias que não trazem ânodo tendem a sofrer com a deterioração de desempenho, mas a One destaca que explorou as capacidades e que a Gemini vem com uma arquitetura de dupla química que diminuir essa deterioração.



As baterias Gemini ainda se destacam por vir com uma química LFP em combinação com a química necessária para operar uma bateria sem ânodo. As duas combinações são gerenciadas por um conversor AC-DC que foi criado especialmente para este tipo de bateria e permite que ambos tipos de química sejam utilizados para diferentes funções. De acordo com a startup, as baterias LFP são mais indicadas para uso urbano, enquanto as baterias sem ânodo são indicadas para longas distâncias.

As baterias Gemini ainda terão uma vida útil superior a 400.000km. "Apenas há um ano atrás tínhamos desenvolvido esta tecnologia numa célula de pacote de 2Ah. Agora chegamos a uma célula que é 100 vezes maior. Estamos a mover-nos a uma velocidade inesperada e estamos confiantes que em 2026 os nossos Gemini estarão regularmente no mercado para fornecer automóveis eléctricos com um alcance de cerca de 1.000km”, disse Steven Kaye, COO da One.

Como ainda estão em desenvolvimento, é possível que as baterias Gemini ainda possam contar com algum tipo de evolução antes de serem dispostas nas ruas.



Fotos: One New Energy / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fiat confirma que o futuro interior dos seus carros terão inspiração no clássico Lingotto

Chevrolet lança a nova S10 no Brasil, que traz atualizações importantes e parte de R$ 247.860

Kia confirma a vinda do EV9 ao Brasil e define estreia para o primeiro semestre de 2024

Tank registra novas imagens de patente do 700 Hi4-T no MIIT e confirma uso de motor de 517cv

Eccentrica apresenta o Lamborghini Diablo remasterizado que agora desenvolve 550cv

Mercedes-Benz lança o Classe G 63 AMG Grand Edition no Brasil, por caros R$ 2.247.900

Fiat Titano vai virar RAM 1200 no México, antecipa teaser; picape ganhará quarto logotipo

GWM registra imagens de patente do Veyron na China, que pode ser da marca Haval ou da Sar

Volkswagen lança Polo Robust, versão voltada ao agronegócio, que chega por R$ 89.290

GWM adiciona caminhões elétricos para fazer entregas de peças para concessionárias