Rolls-Royce apresenta seu primeiro elétrico, o Spectre, que estreia com motor de 585cv

Rolls-Royce apresenta seu primeiro automóvel puramente elétrico, o Spectre, um cupê que sucede o Wraith e que estreia com motor elétrico de 585cv



A Rolls-Royce apresentou oficialmente o seu primeiro automóvel elétrico, o Spectre. O cupê estreia na Europa no Salão do Automóvel de Paris, na França, com a missão de dar início à eletrificação da marca. De acordo com a Rolls-Royce, o Spectre é o sucessor espiritual do Phantom Coupé, mas também acaba matando o Wraith. Nascido como um carro puramente elétrico, o Spectre estreia com a nova identidade visual da marca.

Conhecido internamente como Ultra-Luxury Electric Super Coupé, o Spectre nasce querendo ser o carro responsável por fazer essa transição para os elétricos. E ele parece que vai cumprir essa transição de maneira muito classuda. Desenvolvido a partir da plataforma modular de alumínio, chamada pela marca de Architecture of Luxury, o Spectre começou a ser desenvolvido para ser adaptada aos requisitos de um Rolls-Royce totalmente elétrico.

Mas focamos em seu design. O Spectre se destaca por contar com um design diferente, mas que ao mesmo tempo mantém características que não deixam o Spectre fugir muito dos seus irmãos. Na dianteira, ele se destaca por contar com faróis divididos em dois andares, sendo uma parte superior com uma faixa horizontal em LEDs diurnos em 22 pontos de LED, com os faróis principais mais abaixo, com projetores. Ele ainda possui a tradicional grade dianteira da marca, a mais larga já criada em um RR.

A grade dianteira, tradicional da marca, foi fechada. O para-choque dianteiro possui linhas mais simples e que tem toques para fazer ele ser mais aerodinâmico. O para-choque possui uma entrada de ar inferior, com grelha de barras horizontais em preto brilhante. Essa entrada de ar nas extremidades se conectam com um acabamento em preto brilhante nas extremidades, onde estão os faróis de neblina com luzes em LED, em uma fina linha com contorno cromado.



O Spectre traz linhas um pouco mais suaves, como mostra seu capô. Para ser mais aerodinâmico, o carro ganha um capô mais suave, deixando de lado o capô reto dos seus irmãos. O modelo das imagens ainda traz um capô pintado em preto. Falando em capô, lá está ela. A ‘Spirit of Exstast’ ou ‘Espírito do Êxtase’, presente em todo capô dos Rolls-Royce, ganhou um novo desenho. Característico da marca inglesa, o símbolo está há 111 anos nos carros da marca e com a chegada da eletrificação, os tempos são outros.

Buscando a aerodinâmica e a maior eficiência, os carros precisam contar com a melhor aerodinâmica possível para ter a maior autonomia. O redesenho da estátua do espírito da marca britânica trouxe uma pequena mudança que não altera a essência da estátua. Visualmente, a figura fica mais inclinada para a frente, com as pernas ligeiramente agachadas que, segundo a Rolls-Royce, uma “verdadeira deusa da velocidade”.

Visto de lateral, o Spectre se destaca justamente pelo capô mais aerodinâmico, além de manter uma longa dianteira. Graças ao trabalho de aerodinâmica, o Spectre tem 0,25Cx de coeficiente aerodinâmico. O carro ainda possui um logotipo da Rolls-Royce no para-lama dianteiro, além de manter a porta de abertura suicida. Há um logotipo que nasce no para-lama dianteiro e invade a porta, onde fica a maçaneta do carro, enquanto os retrovisores tem base nas portas. De perfil, podemos dizer que ele manteve boa parte dos cupês da marca.

Os vidros podem se dizer como as principais diferenças, com um desenho mais esportivo. Além de ficar mais baixo, os vidros ainda tem um contorno cromado, que fica mais largo na coluna C. Nas saias laterais, o Spectre possui um friso cromado, enquanto splitter, saias laterais e parte inferior do para-choque traseiro são em preto. As rodas são de 23 polegadas, as maiores rodas já usadas por um cupê da marca em 100 anos. Já o caimento de teto do Spectre é suave, até chegar na traseira.



De traseira, o Spectre traz um perfil mais fastback no design e, assim como acontece com o capô, a Rolls-Royce deve oferecer, opcionalmente, uma pintura diferente para capô, teto e parte da tampa do porta-malas, que se unem aos vidros e que parecem formar uma peça só. Ele possui ainda lanternas verticais e compactas nas extremidades, com lentes prateadas e duas faixas verticais em LEDs.

A tampa do porta-malas ainda abriga o espaço para a placa, enquanto o para-choque traseiro possui um acabamento em preto brilhante com um friso cromado e dois refletores horizontais, abaixo deste friso cromado. Já no interior, o Spectre traz um painel bem próximo com os demais carros da RR. O volante tem padronagem em couro preto e branco, além de vir com comandos multifuncionais com controles prateados.

Ele ainda possui um quadro de instrumentos com tela digital, com mostradores que parecem ser analógicos. Ao lado desta tela está a central multimídia com tela horizontal. Ao lado da central está em relógio analógico. O carro ainda possui um espaço com seu nome no lado direito. O tema noturno etéreo continua com o Spectre's Illuminated Fascia. Desenvolvido ao longo de dois anos e mais de 10.000 horas coletivas, ele incorpora a placa de identificação Spectre cercada por um aglomerado de mais de 5.500 estrelas.



Abaixo da tela da central existem duas saídas de ar-condicionado, circulares, assim como nas extremidades. O esportivo ainda possui recursos Bespoke mais avançados tecnologicamente, inspirando-se na mística atemporal do céu noturno. Pela primeira vez em um Rolls-Royce de produção em série, o Spectre está disponível com portas Starlight, que incorporam 4.796 estrelas suavemente iluminadas. O carro ainda possui a arquitetura digital de luxo completamente redesenhada chamada Spirit.

Desenvolvido sobre a plataforma Architecture of Luxury, o Spectre ganhou um trabalho de engenharia para diminuir o peso para amortecer o peso de 700kg da bateria. Segundo a marca, ele consegue ser 30% mais rígido que qualquer carro da Rolls-Royce. Na plataforma, foi criado um canal para a fiação e a tubulação de climatização entre a bateria e o piso, com a bateria montada embaixo, proporcionando um perfil de piso perfeitamente liso.

De acordo com a inglesa, o carro tem 5,453 metros de comprimento, 3,210 metros entre os eixos, 2,080 metros de largura e 1,559 metro de altura. O peso é de 2.975kg. O Spectre é um cupê duas portas com espaço para quatro ocupantes. Mecanicamente, o Spectre é equipado com um motor elétrico de 585cv de potência e com torque de 91,8kgfm, acoplado a uma bateria que oferece uma autonomia de 520km (a bateria, não mencionada, pode ser a de 108kWh), no ciclo WLTP. Com esse motor elétrico, ele acelera de 0 a 100km/h em 4,5 segundos e máxima de 250km/h.



Ainda em termos mecânicos, o Spectre tem suspensão Planar, com sistemas com respostas definidas com precisão às entradas do motorista e às condições da estrada, possibilitadas pelos mais recentes desenvolvimentos de software e hardware, oferecendo o 'passeio no tapete mágico'. Ele traz um conjunto de novos componentes de hardware e aproveitando os recursos de processamento de alta velocidade do Spectre, o sistema Planar pode desacoplar as barras estabilizadoras do carro, permitindo que cada roda aja de forma independente, evitando o movimento de balanço que ocorre quando um lado de um veículo atinge uma ondulação em a estrada.

Isso também reduz as imperfeições de condução de alta frequência causadas por deficiências na qualidade da superfície da estrada. Assim que uma curva é identificada como iminente, o sistema Planar reagrupa os componentes e endurece os amortecedores, o sistema de direção nas quatro rodas é então preparado para ativação para garantir entrada e saída sem esforço. Nas curvas, 18 sensores são monitorados e os parâmetros de direção, frenagem, entrega de potência e suspensão são ajustados para que o Spectre permaneça estável. O resultado é um controle sem esforço.

A Rolls confirmou que ele já pode ser vendido em pré-venda, com as primeiras entregas começando a partir do quarto trimestre deste ano. Ele será produzido na unidade de West Sussex, Inglaterra. A marca ainda define que os preços serão posicionados entre Cullinan e Phantom.




Fotos: Rolls-Royce / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

BYD lança oficialmente o Song Pro no Brasil, com motor de até 235cv e por R$ 189.800

Volvo lança promoção do EX30 no Brasil, além de condições para XC40, C40, XC60 e XC90

Baojun apresenta a chegada do Yunduo na China, o concorrente direto do BYD Dolphin

Volkswagen registra imagens de patente do ID.7 S na China, que será da joint-venture SAIC-VW

Iveco lança o eDaily no Brasil, contra o Ford E-Transit, em três versões e parte de R$ 549.000

Renault lança promoção em julho no Brasil para quase toda a linha, inclusive com elétricos

BYD lança promoção '48 Horas Eletrizantes' e tem condições até o final deste mês

JAC Hunter é uma das apostas da marca chinesa para este segundo semestre no Brasil

Peugeot lança o novo E-2008 no Brasil, elétrico que chega com melhorias e um motor de 158cv

Kia confirma que vai manter os preços no Brasil mesmo com aumento da alíquota de IPI