Ford confirma fim de linha de S-MAX e Galaxy para abril de 2023 na fábrica de Valência

Ford encerra a produção das suas minivans de grande porte S-MAX e Galaxy no mês que vem na Europa, matando suas duas últimas minivans no mundo



A Ford vai matar suas duas minivans existentes no mundo, Galaxy e S-MAX. Os dois modelos serão aposentados no mês que vem, na fábrica de Valência, na Espanha. Junto com o Fiesta, Galaxy e S-MAX fazem parte de uma limpa que a marca norte-americano tem feito em seu lineup, que já cortou uma série de veículos nos últimos anos. Essa é considerada a maior transformação que a marca já passou naquele mercado.

"Na Ford Europa, estamos acelerando os nossos esforços para abraçar totalmente a eletrificação; os nossos veículos de passageiros serão totalmente eléctricos até 2030 - e todos os veículos da nossa carteira Ford serão até 2035. Em preparação para a transição para um futuro elétrico, cessaremos a produção de S-Max e Galaxy em Valência, Espanha, em abril de 2023 e a produção de Fiesta em Colónia, Alemanha, no final de junho de 2023”, disse a marca em comunicado.

“Lançaremos três novos carros de passageiros elétricos e quatro novos veículos comerciais elétricos na Europa até 2024. Planejamos vender mais de 600.000 veículos elétricos na região até 2026, e a produção de carros elétricos no Centro de Eletrificação de Colônia atingirá 1,2 milhão de veículos ao longo de um período de seis anos", acrescentou a marca norte-americana em comunicado recente.



A dupla de minivans foi apresentada em 2021 com motores híbrido (HEV) como a grande última novidade para ambas. Ambos receberam o motor 2.5 16v de ciclo Atkinson que é associado ao câmbio automático e-CVT, com tração dianteira, que desenvolve 190cv de potência e chega a velocidade máxima de 137km/h no modo puramente elétrico. As minivans contam com uma bateria de íons de lítio de 1,1kWh da transmissão Power-Split. Segundo a Ford, o consumo é de 17,9km/l e 15,6km/l, com emissões de poluentes de 146g/km a 147g/km de CO2, no ciclo WLTP, para respectivamente S-MAX e Galaxy.

A Galaxy é o modelo mais velho em linha. Em sua terceira geração, a minivan foi lançada em 1996 com parceria com Volkswagen e Seat. Desde seu lançamento no mercado europeu, 820.000 unidades foram produzidas, sendo os maiores resultados de vendas entre 1996 a 2012. Após isso, as vendas caíram vertiginosamente, com emplacamentos que chegaram a 4.700 unidades em toda a Europa em 2012. Já a S-MAX foi vendida em duas gerações, sendo lançada em 2006.

Abaixo da Galaxy, a S-MAX emplacou 570.000 unidades em toda a Europa em duas gerações, mas fechou 2021 com 7.400 unidades em todo continente, ou seja, as vendas não são mais como antes. De acordo com a Ford, não se aceitam mais pedidos para ambos os modelos e a fila de espera existente vai se encerrar ainda neste ano, com a produção terminando no mês que vem. 



Fotos: Ford / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fiat confirma que o futuro interior dos seus carros terão inspiração no clássico Lingotto

Ford traz novo lote da Ranger Raptor com mais equipamentos de série e custa R$ 466.500

Jaguar-Land Rover quer construir uma inédita fábrica de bateria para elétricos no Reino Unido

Suzuki Invicto aparece na Índia como rebadge da Toyota Innova e espaço para até oito

BMW revela as novas imagens teaser do M5 e M5 Touring, que vão ter mais de 700cv

Toyota lança o RAV4 com motor híbrido plug-in (PHEV) de 306cv no Brasil, por R$ 399.990

RAM reajusta os preços da Classic e diminui os preços da picape em até R$ 35.000

Volkswagen T-Cross com reestilização chega ainda neste primeiro semestre de 2024

Nio revela primeiro teaser da sua nova marca, a Onvo, que estreia com o SUV elétrico L60

Galaxy apresenta na China o seu sedã L6, que estreia como um PHEV com motor de 390cv