GM quer acelerar vendas de elétricos até 2025 e firma parceria para baterias mais baratas

General Motors segue trabalhando arduamente para aumentar seu ritmo de produção e firma parceria para fazer baterias mais acessíveis com a Nickel



A General Motors (GM) confirmou que quer fazer com que suas marcas tenham opções de veículos elétricos em toda a linha. E, para isso, precisa apresentar novidades e trabalhar no ritmo de produção, certificando-se que tem capacidade de produzir elétricos em larga escala. Atualmente, a GM possui marcas como Chevrolet, GMC, Buick, Cadillac e BrightDrop, além da divisão Cruise para o desenvolvimento de tecnologias de condução autônoma.

Recentemente, a CEO da GM, Mary Barra, confirmou que a empresa quer se tornar lucrativa com elétricos até meados de 2024. Para produzir mais elétricos, a Chevrolet confirmou que as baterias são a principal fonte de fazer o negócio ser lucrativo. De acordo com o Chefe de Desenvolvimento de Produtos da GM, Doug Parks, disse que apenas as baterias do Bolt ficaram 60% mais em conta desde que o modelo foi apresentado, em 2016. Com novas baterias, a GM quer passa a aumentar o ritmo de produção.

"A capacidade da GM de ampliar as vendas de veículos elétricos é o retorno de muitos anos de investimento em pesquisa e desenvolvimento, design, engenharia, manufatura, na nossa cadeia de fornecimento e em uma nova experiência do consumidor com elétricos que foi projetada para ser a melhor da indústria", disse a Presidente e CEO da GM, Mary Barra.

"Nossa estratégia de lançar elétricos em todas as nossas marcas, segmentos e diferentes faixas de preço nos dá uma incrível alavancagem para aumentar a receita e a participação no mercado. Acreditamos que nossa plataforma Ultium e a integração vertical nos permitirá melhorar continuamente o desempenho e os custos das baterias", destacou Barra.



Para deixar essas baterias mais acessíveis, a GM confirmou que fechou uma parceria com a empresa canadense de fornecimento de níquel, a Nickel. O termo de compromisso assinado pela GM prevê que o grupo norte-americano tenha acesso ao fornecimento de longo prazo de sulfato de níquel para baterias da mineradora Vale. A empresa fornecerá cerca de 25 mil toneladas métricas de sulfato de níquel para a GM ao ano.

A unidade de Bécancour, Québec, Canadá, será responsável por receber o material e prepara-lo. Depois disso, ele estará nas baterias dos carros elétricos da GM, usado nas baterias Ultium. Parks ainda falou que o acordo entre as empresas fará com que o níquel esteja em suas baterias em meados de 2026. Isso reduziria o preço médio das células com cátodos à base de níquel.

“Este novo acordo com a Vale reforça a liderança da GM na construção de uma cadeia de fornecimento de EV segura e sustentável na América do Norte e fornecerá à GM um suprimento significativo de sulfato de níquel de alta qualidade de uma fonte de baixo carbono”, disse Parks em um comunicado. “A assinatura deste acordo confirma que os maiores players do setor querem investir aqui e entrar em nossa cadeia de suprimentos”, disse Fitzgibbon. “Temos os recursos e a expertise para produzir a bateria mais limpa do mundo, e esta novidade certamente contribuirá para isso.”, destacou Pierre Fitzgibbon, Ministro da Economia de Quebec.

“A organização multifuncional dedicada da GM - incluindo especialistas em compras globais e cadeia de suprimentos, desenvolvimento corporativo, jurídico, financeiro e tesouraria - está estritamente focada na construção de uma cadeia de suprimentos EV segura, sustentável, escalável e competitiva em termos de custo. Além disso, o Canadá continua a desempenhar um papel importante no futuro totalmente elétrico da GM e o material fornecido pela Vale ajudará a apoiar a elegibilidade de EV para incentivos ao consumidor sob os novos créditos fiscais de energia limpa nos EUA”, disse Parks. 

“O projeto de sulfato de níquel proposto utilizará níquel de alta pureza e baixo teor de carbono de nossas refinarias canadenses e é uma extensão natural para nossos negócios, oferecendo vendas diversificadas com entrada rápida e ponto de ancoragem no mercado americano de veículos elétricos”, destaca Deshnee Naidoo, Vice-Presidente Executiva de Metais Básicos da Vale. Esses componentes em que a Vale fornecerá para a GM, chegará ao Brasil por meio de Chevrolet Equinox EV e Blazer EV.



Fotos: GM / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fiat confirma que o futuro interior dos seus carros terão inspiração no clássico Lingotto

Volkswagen apresenta as primeiras imagens teaser de um possível Golf GTI Edition 50

Ford tem desconto de R$ 17 mil para a Ranger; Maverick, Bronco Sport e Transit tem promoção

Toyota registra imagens de patente de câmbio manual que simula de 14 marchas no USPTO

BMW lança promoção adicional para iX1 e iX no Brasil até o próximo dia 31 de maio

BMW cogitou produzir 50 unidades da Z4 Touring Coupé Concept, mas desistiu do projeto

MINI revela imagens teaser do desenvolvimento da condução com uso de óculos VR

Chery reajusta o preço do Tiggo 5X em R$ 1.000 e Tiggo 7 Sport pode receber primeiro aumento

GWM lança promoção para o Ora 03, com Pacote Tranquilidade e condições de financiamento

Peugeot apresenta a reestilização do 208 na Europa, que ganha opção de motor híbrido