LatinNCAP revela novos resultados de JAC E-JS1, Kia Sportage e Mitsubishi Outlander

LatinNCAP testa novos produtos em uma nova fase de testes, a Fase XII, com testes de JAC E-JS1, Kia Sportage e Mitsubishi Outlander na região



O LatinNCAP apresentou uma nova baterias de testes com a Fase XIII. Os resultados apresentaram diferentes avaliações de modelos como JAC E-JS1, Kia Sportage e Mitsubishi Outlander. Começando pelo modelo que mais nos interessa, o JAC E-JS1, vendido em outros mercados como E10X, E-S1 ou S1. De acordo com os resultados dos testes, o hatch subcompacto tem zero estrelas nos testes.

Avaliando os resultados separadamente, o E-JS1 alcançou nota 0% na proteção de adultos, 6% na proteção de crianças, 20% na proteção de pedestres e só 7% de sistemas de assistência à segurança. De acordo com o LatinNCAP, a proteção oferecida à cabeça do motorista foi adequada e a proteção do pescoço foi considerada boa. O pescoço e a cabeça do passageiro receberam boa proteção também. Já a proteção proporcionada ao tórax do motorista foi pobre, enquanto a proteção ao peito do passageiro foi considerada adequada.

Os joelhos do motorista teve uma nota que ficou entre marginal e fraco, pois podem impactar estruturas perigosas atrás do painel, enquanto os joelhos dos passageiros receberam proteção marginal. As canelas do motorista e do passageiro receberam proteção boa e adequada, mas as áreas dos pés foi considerada instável. A estrutura do habitáculo foi considerada instável. Durante o impacto lateral, a cabeça e a pelve obtiveram boa proteção, enquanto o tórax e abdômen tem proteção fraca.

No impacto lateral de poste, o LatinNCAP não foi realizado porque o modelo não oferece proteção da cabeça lateral como equipamento padrão nem opcional. Por fim, o teste dos bancos, chamado de Whiplash, mostrou que o hatch oferece uma boa proteção para o pescoço. No teste de proteção de crianças, o LatinNCAP disse que a JAC se recusou a recomendar qual seria o SRI. Os dummys de três anos e um ano e meio foram instalados voltados para a frente, usando a ancoragem Isofix.



De acordo com o órgão, a avaliação mostrou boa proteção para a cabeça e fraca proteção para o pescoço. O dummy de um ano e meio recebeu uma boa proteção para a cabeça e fraca para o peito. No impacto lateral, ambos os dummys receberam uma boa proteção total. A proteção aos pedestres receberam notas muito fracas, tendo apenas o impacto da perna tendo alcançado a nota máxima, pelo desenho do para-choque dianteiro.

Em termos de equipamentos, o LatinNCAP sentiu falta de Aviso de cinto de segurança (SBR), Limitador de velocidade (SAS), Detecção de ponto cego (BSD), Sistema de Suporte de Pistas (LSS), Detecção de Borda de Estrada (RED) ou AEB Interurbano. Já no caso do Kia Sportage, o LatinNCAP confirmou que o SUV médio de nova geração alcançou três de cinco estrelas no testes. O modelo teve 82% de proteção de adultos, 72% de proteção para crianças, 48% de proteção aos pedestres e 56% de equipamentos de assistência à segurança.

A proteção de adultos mostrou que o Kia Sportage oferece uma proteção à cabeça e pescoço do motorista e do passageiro considerada boa. A proteção proporcionada ao peito do motorista foi adequada e do peito do passageiro foi boa, enquanto os joelhos do motorista e do passageiro receberam proteção marginal. Nessa avaliação, o LatinNCAP informou que estruturas perigosas atrás do painel podem afetar os joelhos. As tíbias do motorista apresentaram proteção adequada e boa, enquanto as do passageiro ganharam boa proteção.

A área dos pés foi considerada estável e a estrutura do habitáculo foi considerada estável. Na avaliação do impacto lateral, áreas como a cabeça, a pélvis, o peito e o abdômen receberam uma boa proteção. Já no impacto lateral de poste, o SUV oferece uma proteção oferecida à cabeça e à pélvis que é boa, mas o abdômen recebeu proteção adequada e o tórax, uma avaliação marginal. Os testes de Whiplash mostraram que o assento mostrou uma proteção boa para o pescoço do adulto.



Na proteção de criança, os dummys de três anos e um ano e meio foram instalados para trás, usando o Isofix. As cadeirinhas foram capazes de evitar a exposição da cabeça e durante o impacto frontal a proteção foi boa. O dummy de um ano e meio evitou a exposição da cabeça e durante o impacto frontal a proteção foi total. No impacto lateral, ambos ofereciam proteção total. Na proteção de pedestres, o Kia mostrou áreas com boa proteção. A área da perna superior apresentou zonas com proteção debil.

Em termos de equipamentos, o LatinNCAP sentiu falta de Detecção de ponto cego (BSD). Por fim, o Mitsubishi Outlander teve a melhor avaliação desta bateria. O SUV japonês alcançou cinco estrelas, gabaritando o teste. Em termos de notas, teve 90% de proteção aos passageiros adultos, 91% de proteção para crianças, 55% de proteção para pedestres e 84% de equipamentos necessários para uma boa pontuação.

Em termos de proteção de adultos, o novo Outlander oferece uma proteção oferecida à cabeça, pescoço e tórax do motorista e do passageiro que foi considerada boa. Os joelhos do motorista e do passageiro receberam proteção marginal, mas as canelas do motorista e do passageiro receberam proteção boa. A área dos pés foi considerada estável e simétrica no lado do passageiro e do motorista. A estrutura foi considerada estável, sendo capaz de suportar maiores cargas de impacto, o que é muito bom.



No impacto lateral, áreas como a cabeça, abdômen, pélvis e tórax receberam boa proteção. Já no impacto lateral de poste, áreas do corpo como a cabeça, abdômen e pelve receberam boa proteção, enquanto o tórax ganhou proteção adequada. O Whiplash mostrou boa proteção para o pescoço. Na proteção de crianças, os dummys também foram instalados usando ancoragens Isofix.

Nos testes, o dummy de três anos conseguir evitar a exposição da cabeça e durante o impacto frontal a proteção foi boa. O dummy de um ano e meio evitou a exposição da cabeça e durante o impacto frontal a proteção foi total. No impacto lateral, ambos os dummys ofereciam proteção total. Na proteção de pedestres, o LatinNCAP disse que o Outlander apresentou níveis de proteção médios e boa na maioria das áreas. A parte superior da perna teve proteção pobre; e boa proteção para a parte inferior da perna.

Em termos de equipamentos, o Sistema de Suporte de Pistas (LSS) e Detecção de Borda de Estrada (RED) são oferecidos em estradas como uma opção, mas não atende às pré-condições do LatinNCAP e aos requisitos de disponibilidade para pontuação, ou seja, não foi avaliado. Confira abaixo os resultados dos três modelos, em vídeo. 




Vídeos





Fotos: LatinNCAP / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fiat confirma que o futuro interior dos seus carros terão inspiração no clássico Lingotto

Chevrolet terá Feirão de Fábrica neste final de semana em São Caetano do Sul e promoções

BMW lança novo Série 5 no Brasil, com versão híbrida 530e, que estreia por R$ 574.950

Porsche apresenta seu novo logotipo para comemorar os 75 anos de fundação da marca

Toyota investe mais R$ 160 milhões na fábrica de Sorocaba (SP) com novo Centro de Peças

Hongqi revela oficialmente a segunda geração do HS3 na China, com motor de até 252cv

BYD tem promoção 'DiaE' neste sábado, 22/06, com Dolphin por R$ 135.300, com bônus

BYD King é o batismo global do Destroyer 05 e chega para colocar Toyota Corolla na mira

GM confirma que carros compactos elétricos e lucrativos vão demorar um pouco mais

Toyota apresenta atualização para o catálogo de versões da Hilux, com fim da versão SRX