Lotus entra com um IPO que faz a marca ter um valor de mercado de US$ 5,4 bilhões

Como parte da sua reestruturação, Lotus entra na bolsa de valores com um IPO e marca tem valor de mercado de US$ 5,4 bilhões junto com a SPAC



A Lotus confirmou que entrou para a bolsa de valores juntamente com a empresa de aquisição de propósito especial (SPAC) L Catterton Asia Acquisition Corp, que fez a marca ter um valor de mercado estimado em US$ 5,4 bilhões, algo equivale a mais de R$ 27 bilhões. A marca britânica, hoje pertencente ao Geely Group, está em um processo de renovação e entrar em uma bolsa de valores será importante para a empresa financiar novos produtos.

O investimento que receberá dos investidores, a Lotus Technology vai operar os negócios de ativos leves, apostando mais em pesquisa, desenvolvimento e distribuição de novos modelos elétricos globalmente. A divisão Lotus Technology continua apostando em novas tecnologias, vendas e marketing da marca inglesa, apostando ainda em mais eletrificação, digitalização e intelectualização. Esses já foram os pilares do desenvolvimento do Eletre, por exemplo, assim como aconteceu com o Evija, precursor dessa nova fase da empresa.

Mas foi no Eletre que a empresa trouxe novidades como uma arquitetura eletrônica/elétrica de 800V, radar LiDAR e um novo sistema de software atualizado. Na NASDAQ, a Lotus vai estar na bolsa de valores como ‘LOT’, para interessados no investimento da marca. “Este é um momento emocionante para a Lotus Tech, pois trabalhamos para entregar nosso primeiro hiper SUV totalmente elétrico, aplicando nossa inovação e experiência em engenharia para atender à crescente demanda global por EVs de luxo”, disse Qingfeng Feng, Executivo-Chefe da Lotus Technology, em um comunicado à imprensa.

“Na L  Catterton, encontramos um parceiro com um histórico impressionante não apenas de construir marcas premium icônicas e criar valor para as empresas, alavancando a experiência do consumidor em todo o mundo, mas também trazendo-os para mercados públicos e impulsionando seu desenvolvimento a longo prazo.”, adiciona Feng. Com novos investimentos, a Lotus continuará a desenvolver novos produtos, como o sedã Envya, que nascerá com as mesmas tecnologias do Eletre, além de novos esportivos.

“O mercado global de veículos elétricos está se expandindo rapidamente, com o segmento de luxo crescendo em um ritmo mais rápido do que a indústria em geral. Espera-se que a China, a UE, o Reino Unido e os EUA impulsionem a maior parte desse crescimento na próxima década, pois as políticas governamentais nessas regiões fornecem mais ventos favoráveis ​​para as vendas de veículos elétricos”, destaca o Co-Presidente Executivo da LCAA e Sócio-Gerente do Fundo Asiático de L Catterton, Chinta Bhagat.



Fotos: Lotus / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

Toyota Yaris Hatch só ganha nova geração entre 2024 a 2025 na Ásia, depois do sedã e do SUV

Nova geração do Toyota Corolla surge em meados de 2025, como uma geração evolutiva

Curiosidades: Os carros mais vendidos do Brasil em 2003!

Oshan aparece no Brasil testando seu utilitário esportivo médio X5; marca será que vem?

Fiat Titano estreia na Argélia primeiro, vazando e antecipando alguns detalhes da nossa

Celta voltará? Chevrolet confirma que não vai desenvolver nenhum subcompacto novamente

Yangwang revela as primeiras imagens oficiais teaser do seu inédito sedã elétrico, o U7

Renault e Nissan passam a ter seguros com Assurant, por meio do intermédio da Mobilize

Scout revela novo teaser e confirma que seus produtos farão estreia no mês de julho