Ford vende (quase) todas as ações que tinha da Rivian e agora detém apenas 1,15% da novata

Ford encerra domínio de ações da Rivian ao vender todas as ações restantes que tinha da empresa, reduzindo ações de 9,49% para 1,15% após registrar prejuízos



Depois da Ford apostar seu dinheiro na Rivian como uma forma até de ajudar a dar mais destaque para a startup, a marca do oval azul confirmou que vendeu quase todas as suas ações da empresa novata. As ações da Ford caíram de 9,49% para 1,15%, praticamente tudo que foi adquirido nos últimos anos. O motivo dessas vendas veio depois da marca da Série F sofrer com um prejuízo no ano fiscal de 2022, que forçou a encontrar um dinheiro de retorno mais fácil. O prejuízo foi de US$ 7,3 bilhões no ano.

De acordo com informações reveladas para a CNBC, a Ford vendeu um total de 91 milhões de ações da Rivian em 2022, que valiam cerca de US$ 3 bilhões. A Ford chegou a ter 12% da marca em 2021, mas começou vendendo uma parte e agora vendeu uma parte maior. Apesar do investimento alto na época, a Ford ainda assim saiu no lucro agora com as vendas, mesmo com a perda de valor da Rivian em relação ao último ano.

Entrando como uma das principais investidoras quando a Rivian ainda era startup bem pequena, a Ford foi importante na história para chamar a atenção para a empresa, atraindo, querendo ou não, outros investidores. A Amazon também teve um papel fundamental nesse papel, mas a empresa de entregas ainda continua firme com a Rivian, até porque, ambas, tem um veículo desenvolvido em comum, a EDV-700. A Rivian vem trabalhando para se firmar como uma marca mais consistente, mas a crise dos semicondutores afetou durante esse plano.

Em 2022, a empresa alcançou 24.337 unidades produzidas e 20.332 unidades entregues em 2022, a Rivian teve 10.020 unidades produzidas e 8.054 unidades entregues no quarto trimestre – sendo este o maior da empresa. Para isso, a empresa confirmou que está trabalhando em produtos mais acessíveis. Os novos modelos são chamados de R2T e R2S e serão desenvolvidos junto com a Electric Delivery Van (EDV), que está em desenvolvimento com a Amazon.

Os dois produtos eram esperados para serem lançados em meados de 2025, mas devem ficar para meados de 2026, a fim da unidade de Geórgia ficar pronta. A dupla será construída a partir da nova base R2 (ainda em desenvolvimento) e foi confirmado no ano passado, em junho. Os dois lançamentos promoverão um aumento na produção da Rivian, com uma linha de produtos mais acessíveis.



Fotos: Ford e Rivian / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

Toyota Yaris Hatch só ganha nova geração entre 2024 a 2025 na Ásia, depois do sedã e do SUV

Nova geração do Toyota Corolla surge em meados de 2025, como uma geração evolutiva

Curiosidades: Os carros mais vendidos do Brasil em 2003!

Oshan aparece no Brasil testando seu utilitário esportivo médio X5; marca será que vem?

Fiat Titano estreia na Argélia primeiro, vazando e antecipando alguns detalhes da nossa

Celta voltará? Chevrolet confirma que não vai desenvolver nenhum subcompacto novamente

Yangwang revela as primeiras imagens oficiais teaser do seu inédito sedã elétrico, o U7

Renault e Nissan passam a ter seguros com Assurant, por meio do intermédio da Mobilize

Scout revela novo teaser e confirma que seus produtos farão estreia no mês de julho