Toyota apresenta o Crown Sedan para seduzir consumidores da antiga geração do sedã

Calma, senhores e senhoras: Toyota apresentou o Crown Sedan no Japão, que estreia com uma carroceria três volumes mais tradicional para os órfãos do antigo Crown



A Toyota muito que poderia olhar para o público do Crown e ter falado: “senhoras e senhores, calma!”. Isso porque a nova geração do Crown, apresentado ano passado como um veículo global, pode ter chocado muito deles, seja pelo design que não manteve nenhuma característica em relação ao modelo anterior e ainda mais pelo fato de ter virado um ‘sedã-crossover’. Claro, essa é a imagem que a Toyota quer passar ao Crown global, que será vendido em cerca de 40 mercados.

No entanto, o Japão tem muitos consumidores conservadores de sedãs de três volumes. E eis que surge por lá o Crown Sedan, que será vendido ao lado do Crown. A proposta do Crown Sedan é de ser um sedã que vai conseguir atender o consumidor da antiga geração do Crown com linhas mais clássicas e um terceiro volume mais bem definido. Ao mesmo tempo, o Crown Sedan parece lembrar o Mirai, que é o veículo movido a células de hidrogênio – mecânica que, inclusive, ele também oferecerá. Em termos de design, o Crown Sedan estreia de acordo com as linhas da marca.

Ele possui faróis horizontais e afilados, com quatro projetores em LED, sendo um deles maior. Ele ainda possui luzes diurnas (DRL) em LED na parte superior, onde também estão as luzes de setas. As luzes DRL se conectam entre si por meio de uma barra na grade, que une os dois faróis. O modelo também tem uma grade dianteira superior com pequenas entradas de ar horizontais, em um acabamento em preto brilhante. O sedã também possui uma entrada de ar octogonal com barras verticais. Ele também possui o espaço para a placa, ao centro. A parte inferior da grade dianteira tem um friso cromado que se conecta com as extremidades.



Nas extremidades do para-choque dianteiro possui uma pequena entrada de ar vertical com um acabamento em preto brilhante. Esse acabamento ainda dá vida a um vinco em ‘L’. Por fim, o para-choque dianteiro possui o logotipo da linha Crown e não o da Toyota. Partindo dos faróis, ele possui um par de vincos que define o capô, que é longo. Dos faróis, ele possui um vinco com um prolongamento que se conecta com o capô. De perfil, o Crown Sedan se diferencia do Crown pelo tamanho avantajado, que também tem um design com caimento mais cupê que a geração anterior, mas sem a extravagância do Crown revelado ano passado.

O sedã possui uma ampla área envidraçada, com uma janela vigia bem ampla. O Crown Sedan tem um vinco que nasce no para-lama dianteiro e que termina na coluna D, enquanto um outro vinco nasce bem próximo dele, chegando perto das lanternas. O sedã também tem um vinco na parte inferior das portas que parte do friso que nasce na dianteira. No para-lama dianteiro, ele tem um friso em preto brilhante, vertical, próximo da porta dianteira. O bocal de combustível fica no para-lama traseira, enquanto o perfil ainda traz maçanetas convencionais e a base dos retrovisores nas portas, onde tem repetidores de setas.

A lateral ainda possui rodas de liga leve de 19, 20 ou 21 polegadas, de desenho raiado. No teto, o Crown Sedan possui uma antena estilo barbatana de tubarão. Na traseira, o Crown Sedan possui um vidro traseiro bem grande e que possui um brake-light na parte superior. Ele possui uma tampa do porta-malas que possui uma espécie de aerofólio na própria tampa. Há lanternas horizontais que invadem a tampa do porta-malas e se conectam entre si por meio de uma barra em LED. A tampa possui um pequeno logotipo da Toyota na tampa e o nome Crown escrito por extenso ao centro.



A tampa tem o espaço para a placa e um vinco horizontal na parte superior do espaço da placa. No para-choque traseiro, a Toyota desenhou o sedã com um vinco horizontal que se conecta com vincos em ‘L’ nas extremidades e tem um acabamento inferior em preto brilhante que tem um friso cromado e refletores horizontais nas extremidades. Abaixo e ao centro ele tem uma lanterna de neblina. Por dentro, o Crown se destaca por trazer um quadro de instrumentos com tela digital de 12,3 polegadas, ligado a uma central multimídia com tela de 12,3 polegadas – abaixo tela tem um controle de volume.

Ele possui um volante com o logotipo da linha Crown e com controles multifuncionais. O interior tem uma faixa prateada que corta todo o painel e possui saídas de ar-condicionado horizontais ao centro, enquanto as saídas de ar no lado do motorista é mais vertical e no lado do passageiro tem um desenho em ‘C’, com acabamento prateado. Abaixo das saídas de ar centrais, ele possui controles do sistema de ar-condicionado digital e mais abaixo existem duas entradas USB. Entre os destaques, o painel tem acabamento em madeira presente em boa parte do painel e dos painéis das portas.

O interior também faz uso de couro, como no painel, painéis das portas e bancos. O interior também tem um console central com uma alavanca de câmbio bem compacta e com vários outros comandos ao redor. Um destes comandos é o freio de estacionamento Auto Hold por botão, além de trazer controles dos modos de condução, em um pequeno acabamento em preto brilhante. Ele tem espaço para recarga por indução para um smartphone, na frente da alavanca de câmbio. No lado esquerdo, ele possui um porta-objetos que se abre. O sedã também possui um botão Start-Stop no lado da saída de ar-condicionado, no lado direito.



Por fim, os painéis das portas se conectam com as linhas do painel. Nos painéis das portas, ele tem maçanetas prateadas e tem os comandos no descansa-braço. Por fim, ele tem personalização em 64 cores em LED e incorpora o espírito de 'omotenashi', ou hospitalidade. O Crown Sedan é desenvolvido a partir da plataforma modular TNGA-L, tendo 5,030 metros de comprimento, 3,000 metros entre os eixos, 1,890 metro de largura e 1,475 metro de altura. Ele também tem uma tração traseira (RWD) e um peso que varia de 2.000kg a 2.020kg, enquanto o porta-malas tem 450 litros. O sedã é equipado com duas opções de motores, sendo um híbrido (HEV) e outro movido a células de combustível (FCEV).

Eletrificado, ele tem um motor híbrido formado pela união do motor 2.5 16v aspirado a gasolina de 185cv e 22,9kgfm junto de um motor elétrico de 180cv e 30,6kgfm. Ele possui uma transmissão e-CVT de 10 velocidades simuladas. Com esse conjunto, ele possui um consumo que varia de 14,4km/l na cidade e 19,7km/l na estrada. Ele possui uma bateria de 4,3Ah (de íons de lítio), com esse conjunto híbrido tendo dois motores de marchas escalonadas. O motor oferece potência máxima estando a apenas 43km/h, ou seja, logo cedo. Outra opção é que ele pode vir com o mesmo conjunto mecânico do Mirai, com o conjunto FCEV.

Nesse caso, ele traz pilhas de células de combustível, onde o hidrogênio é transformado em energia. Com esse, ele desenvolve 182cv de potência e torque de 30,6kgfm. O modelo possui uma autonomia de 820km, com um tanque de hidrogênio 141 litros, divididos em três tanques (64 litros, 52 litros e 25 litros) – sendo necessário 3 minutos para encher os três tanques. Desenvolvido a partir da plataforma modular TNGA-L, os cilindros de célula de combustível estão localizados sob a cabine e abaixo do porta-malas. Ele tem um motor elétrico de 174cv e 33,6kgfm, que não move o veículo – sendo usado apenas para ajudar na transformação do hidrogênio em energia.



Ele possui uma bateria em forma de polímero sólido de 4,0Ah, de íons de lítio. O Crown Sport possui a tecnologia que permite fazer dele um banco de energia, fornecendo energia para sua casa ou eletrodomésticos. Independente da mecânica, ele possui modos de condução como o Rear Comfort, Eco, Normal, Sport e Custom. De série, ele será vendido com central multimídia com tela de 12,3 polegadas que traz o Toyota Audio Multimidia, com conectividade com internet 4G Wi-Fi, Apple CarPlay e Android Auto sem fio. A central ainda oferece navegação em nuvem, Over-The-Air (OTA, atualizações remotas) e um Assistente Inteligente comandado pelo ‘Hey Toyota’.

Ele também tem o pacote Toyota Safety Sense 3.0, que adiciona faróis altos automáticos, controle de cruzeiro de radar dinâmico, assistência de sinais de trânsito, um sistema de pré-colisão com detecção de pedestres e o Toyota Safety Connect, alerta de saída de faixa com assistência à direção, lembrete do banco traseiro, monitor de ponto cego e alerta de tráfego cruzado traseiro.

De acordo com a marca, ele será vendido com as cores internas em Black ou Mid-Brown, enquanto o exterior é oferecido em seis opções de cores: Branco, Prata, Preto, Metal, Cinza e Bronze. O sedã será produzido na fábrica da Toyota em Motomachi, no Japão. Os preços variam de ¥ 7,3 milhões a ¥ 8,3 milhões. 






Fotos: Toyota / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

Toyota Yaris Hatch só ganha nova geração entre 2024 a 2025 na Ásia, depois do sedã e do SUV

Nova geração do Toyota Corolla surge em meados de 2025, como uma geração evolutiva

Curiosidades: Os carros mais vendidos do Brasil em 2003!

Oshan aparece no Brasil testando seu utilitário esportivo médio X5; marca será que vem?

Fiat Titano estreia na Argélia primeiro, vazando e antecipando alguns detalhes da nossa

Celta voltará? Chevrolet confirma que não vai desenvolver nenhum subcompacto novamente

Yangwang revela as primeiras imagens oficiais teaser do seu inédito sedã elétrico, o U7

Renault e Nissan passam a ter seguros com Assurant, por meio do intermédio da Mobilize

Scout revela novo teaser e confirma que seus produtos farão estreia no mês de julho