Exeed apresenta o LX Hybrid na China, que traz um motor com autonomia de até 1.000km


A Exeed apresentou oficialmente o seu novo modelo eletrificado na China. Trata-se do LX Hybrid, que começa a ser vendido na China dentro de algumas semanas. Chamado de LX ET-i, ele chega no gigante mercado asiático com um motor a gasolina e dois motores elétricos, ele usa o 1.5 Turbo que desenvolve 156cv de potência e torque de 23,5kgfm junto de dois motores elétricos, um para cada eixo, que desenvolvem cada um 170cv e 25,7kgfm. Juntos, os motores entregam 326cv e 52kgfm. Eles são acoplado a um câmbio automático DHT que funciona em conjunto com todos os motores, simulando 11 marchas e oferece até nove modos de condução. O novo câmbio do utilitário esportivo trabalha com a transmissão individual ou simultânea de torque para o motor a combustão e os dois motores elétricos, individualmente para cada um deles ou ainda para apenas dois deles, de acordo com a demanda. Basicamente, ele é o mesmo motor o Chery Tiggo 8 PHEV, trazendo a mesma tração integral. De acordo com a Exeed, o SUV possui uma autonomia próxima de 1.000km, contando com um consumo próximo de 100km/l, no modo híbrido. 



Neste modo, ele consome 4,8l/100 km, e a autonomia de cruzeiro com tanque cheio e bateria totalmente carregada atinge 1000km. Só com o motor a combustão, o consumo deve ser próximo dos 20km/l. Apenas com os motores elétricos, a autonomia é de 105km. De acordo com a Exeed, o SUV acelera de 0 a 100km/h em 6,8 segundos e chega a velocidade máxima de 180km/h. O SUV possui uma bateria de 19,3kWh. O híbrido pesa 1.656kg, sendo 186kg mais pesado que o LX a combustão. O modelo é mais pesado pelas baterias e pelos motores elétricos. Visualmente, o carro se destaca pelo novo design da dianteira. A começar pela grade dianteira com acabamento em preto brilhante, fechada e com o nome da marca nela. Antes, o Exeed ficava numa régua prateada que ficava ligando os faróis. Além disso, há um novo para-choque dianteiro que se destaca pela ampla entrada de ar inferior com três barras horizontais e que possuem um prolongamento na parte inferior. Por fim, existe uma entrada de ar adicionais nas extremidades laterais do para-choque dianteiro. Nas laterais, a alteração fica por conta de novas rodas de liga leve e ao bocal de recarga das baterias, que fica no para-lama dianteiro. De traseira não existe quase nenhuma mudança se não fosse pelo logotipo que identifica a versão e nem de interior existem mudanças. 



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

Toyota Yaris Hatch só ganha nova geração entre 2024 a 2025 na Ásia, depois do sedã e do SUV

Nova geração do Toyota Corolla surge em meados de 2025, como uma geração evolutiva

Curiosidades: Os carros mais vendidos do Brasil em 2003!

Oshan aparece no Brasil testando seu utilitário esportivo médio X5; marca será que vem?

Fiat Titano estreia na Argélia primeiro, vazando e antecipando alguns detalhes da nossa

Celta voltará? Chevrolet confirma que não vai desenvolver nenhum subcompacto novamente

Yangwang revela as primeiras imagens oficiais teaser do seu inédito sedã elétrico, o U7

Renault e Nissan passam a ter seguros com Assurant, por meio do intermédio da Mobilize

Scout revela novo teaser e confirma que seus produtos farão estreia no mês de julho