Porsche fecha parceria com a Group14 Technologies para criar baterias para EVs


A Porsche confirmou uma parceria com a Group14 Technologies para o desenvolvimento de materiais para baterias para carros elétricos. De acordo com informações da Porsche, a alemã investiu US$ 100 milhões de dólares americanos e está liderando uma rodada de financiamento da Série C. A Group14 Technologies, com sede em Woodinville, no estado de Washington, nos Estados Unidos, pretende usar o aumento de capital para acelerar sua produção mundial de material anódico para baterias de íons de lítio. A fabricante de carros esportivos está adquirindo ações da empresa americana Group14 Technologies, produtora de tecnologia avançada de silício-carbono para baterias de íon-lítio. Antes do final do ano, o Group14 estará lançando as bases de mais uma fábrica para a produção de materiais ativos de bateria (BAM) nos EUA. No futuro, o Group14 também fornecerá o Cellforce Group de Tübingen, no qual a Porsche detém uma participação majoritária. A Cellforce foi fundada em 2021 pela Porsche e pela Customcells Holding. A partir de 2024, na Alemanha, a joint-venture pretende produzir células de bateria de alto desempenho autodesenvolvidas com ânodos de silício para produção em pequenas séries, automobilismo e veículos de alto desempenho. Espera-se que as células de bateria Cellforce sejam usadas em veículos Porsche movidos a eletricidade com motorizações de alto desempenho. Em um mercado com demanda em rápido crescimento, a cooperação com o Group14 garante que a Cellforce tenha acesso a tecnologia futura de alta qualidade que tornará a próxima geração de células de bateria consideravelmente mais eficiente do que as baterias de íons de lítio atualmente em uso. A química das novas células depende do silício como material do ânodo. Isso pode aumentar significativamente a densidade de potência em comparação com as baterias atualmente em produção em série. As baterias do futuro poderão, portanto, armazenar mais energia dentro das mesmas dimensões – e, portanto, terão um alcance maior do que as baterias atualmente no mercado. A química inovadora também reduz a resistência interna da bateria, permitindo que ela absorva mais energia durante a recuperação, enquanto carrega mais rapidamente. 



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fiat confirma que o futuro interior dos seus carros terão inspiração no clássico Lingotto

Chevrolet lança a nova S10 no Brasil, que traz atualizações importantes e parte de R$ 247.860

Kia confirma a vinda do EV9 ao Brasil e define estreia para o primeiro semestre de 2024

Tank registra novas imagens de patente do 700 Hi4-T no MIIT e confirma uso de motor de 517cv

Eccentrica apresenta o Lamborghini Diablo remasterizado que agora desenvolve 550cv

Mercedes-Benz lança o Classe G 63 AMG Grand Edition no Brasil, por caros R$ 2.247.900

GWM registra imagens de patente do Veyron na China, que pode ser da marca Haval ou da Sar

Fiat Titano vai virar RAM 1200 no México, antecipa teaser; picape ganhará quarto logotipo

GWM adiciona caminhões elétricos para fazer entregas de peças para concessionárias

Volkswagen lança Polo Robust, versão voltada ao agronegócio, que chega por R$ 89.290