Mais um? Hyundai i30 de quarta geração pode acabar se tornando um utilitário esportivo

Hyundai pode fazer com que linha i30 se condense em um utilitário esportivo em sua quarta geração. Mas há espaço dentro da linha Hyundai?



A Hyundai pode acabar mudando totalmente a fórmula da nova geração do i30. Depois de três gerações, a linha hoje composta por i30, i30 Wagon e i30 Fastback pode acabar sendo suprimida em um novo utilitário esportivo. Os motivos, claros, são a decadência do segmento de médios em favor dos utilitários esportivos, o que vem minando as vendas de hatchs, sedãs e station wagons.

De acordo com informações do site Drive, o novo i30 pode acabar mudando completamente a sua fórmula para se enquadrar como um SUV. O problema é como ele vai se encaixar dentro da linha, se isso, de fato, acontecer. Isso porque a linha da Hyundai já é bem preenchida de SUVs. Entre os subcompactos há o Venue, entre os compactos existem Kona/Creta e como médio a marca é representada pelo Tucson.

O i30 pode se encaixar entre os compactos e o Tucson, que pode crescer em uma nova geração. Mesmo assim, haveria sobreposição. Os rumores sobre uma nova geração do i30 surgiram pelo fato de que uma nova geração deveria aparecer até meados de 2025. O site australiano confirmou que a Hyundai decidiria sobre o seu futuro em breve.

"O mercado de hatchbacks está caindo muito, definitivamente está desacelerando. Por quanto tempo vamos continuar (com o Hyundai i30)? Você não pode dar uma resposta para os negócios globais”, disse Albert Biermann, até recentemente Chefe de Desenvolvimento de Veículos da Divisão de Desempenho N da Hyundai, durante um evento de mídia internacional na Alemanha na semana passada.



“É difícil dizer neste momento. Não sei o estado atual da decisão. Mas, definitivamente, para diferentes mercados regionais, existem diferentes desafios e diferentes estratégias.”, acrescentou. Atualmente, o i30 é um nome forte em alguns mercados como Índia, América do Sul, Austrália e alguns países da Europa. Outro motivo da transformação do i30 seria adequá-lo ao que o consumidor quer no momento (SUVs) e que as marcas não querem apostar em segmentos em queda.

Outro fator é o investimento em elétricos. “Em certos mercados, você precisa de um EV (veículo elétrico) nesse segmento, então há concorrência (SUV) chegando, então todos estão cortando volume (dos hatchbacks tradicionais). É um desafio difícil.”, disse Biermann. Uma opção também pode ser na transformação do i30 em um crossover, assim como acontece com o Kia XCeed, por exemplo.

O segmento de hatchs médios tem visto uma queda bastante significativa. A Nissan e a Citroën já abandonaram o segmento, a Ford não dará uma continuidade ao Focus e o Renault Mégane virou um crossover. Confirmados para continuar, inclusive como elétricos, está o Peugeot 308 e possivelmente o Volkswagen Golf. 



Fotos: Hyundai / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fiat confirma que o futuro interior dos seus carros terão inspiração no clássico Lingotto

BYD lança no Brasil promoção para interessados em seus carros durante este mês de junho

Lynk & Co revela um novo teaser do Zero, que será o primeiro veículo 100% BEV da marca

Toyota confirma produção do primeiro elétrico nos EUA em 2025, no estado de Kentucky

Hyundai apresenta oficialmente o Ioniq 5 N, a versão esportiva com motor de 609cv

Hyundai apresenta a linha 2025 de HB20, HB20S, Creta Action e Creta no Brasil com novidades

GWM vai produzir primeiro o Haval H6 na fábrica de Iracemápolis (SP) por alguns motivos

Stellantis investe em Rennes, inaugura fábrica de baterias e fecha parceria com a Vulcan

Fiat lança a linha 2025 de Mobi, Strada, Pulse, Fastback e Fiorino no Brasil com novidades

InMetro confirma que vai cortar autonomia dos carros elétricos em 30% no ciclo PBEV