Scout recebe investimento de US$ 1,3 bilhão para erguer sua fábrica nos Estados Unidos

Scout recebe incentivos de US$ 1,3 bilhão para a construção da fábrica da Carolina do Sul do governo dos EUA; produção vai começar em 2026 com picape e SUV 



A Scout vai receber um grande incentivo para a construção da sua fábrica nos Estados Unidos. O investimento será de US$ 1,3 bilhão para a construção da fábrica em termos de benefícios para a construção da fábrica de Columbia, na Carolina do Sul, nos Estados Unidos. A nova fábrica vai ser erguida a um custo de US$ 2 bilhões e terá capacidade de ter 4.000 funcionários diretos, com uma capacidade produtiva de 200.000 unidades ao ano.

Com isso, a VAG terá o investimento de US$ 700 milhões na fábrica na unidade que será erguida em Blythewood, arredores de Columbia. De acordo com o Presidente-Executivo da Scout, Scott Keogh, a VAG estudou cerca de 74 locais nas áreas do sul, centro-oeste e oeste dos Estados Unidos em busca da melhor região, destacou Keogh ao Automotive News. O pacote de incentivos foi sancionado pelo Governador do estado da Carolina do Sul, Henry McMaster, que confirmou que serão US$ 400 milhões para “ativos tangíveis conforme determinado pela empresa”.

Além disso, serão US$ 650 milhões para a construção de um novo I-77, uma nova ponte ferroviária, infraestruturas de água e águas residuais, classificação em massa e mitigação de zonas húmidas, melhorias nas estradas da área para diminuir problemas de trânsito para os residentes e outros. Por fim, US$ 16 milhões ainda vieram do Departamento de Comércio para a aquisição de terrenos para conexão à linha ferroviária e US$ 200 milhões para a estabilização do solo. A unidade será erguida em uma área de 647,5 hectares, sendo que apenas a fábrica está em uma área de 445,1m².

A fábrica fica cerca de 32km distante do centro da cidade de Columbia, ficando ao norte da cidade. A unidade ficará em um ponto estratégico, ficando próxima de rodovias e portos, como de Charleston e Savannah e universidades focadas em engenharia automotiva. A construção da unidade começa ainda neste ano de 2023 e deve ficar pronta até o final de 2026. Os dois modelos que serão feitos na Carolina do Sul serão construídos a partir de uma plataforma 100% elétrica e dedicada especialmente aos dois modelos.

Com uma engenharia focada em atributos como boa altura em relação ao solo, bons ângulos de ataque, central e de saída, capacidade de carga e grande alcance com autonomia de elétricos, a Scout quer apostar ainda em recursos digitais e vão honrar a história da marca, apostando em uma dupla de produtos icônicos que estreiam também em 2026.



Fotos: Scout / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

RAM reajusta os preços de Rampage, 1500, 2500 e 3500 no Brasil, em até R$ 5.000

Ford desenvolve um SUV elétrico de 7 lugares que será apresentado em meados de 2025

Nosso novo Peugeot 2008 será igual ao modelo europeu, recém reestilizado; terá motor T200

Fiat reajusta os preços da Toro em versões com motor T270, com cortes de até R$ 10.000

Nio ET5 Touring é a primeira station wagon da marca; estreia na China de olho na Europa

Alfa Romeo surpreende e confirma nome Milano para SUV subcompacto que estreia em abril

Lamborghini comemora aniversário de 60 anos de Sant'Agata Bolognese e revela três séries

Chevrolet Camaro ganha séries especiais Collector's Edition e Garage 56 Edition nos EUA

Jetour apresenta o X90 Plus no Salão do Automóvel de Guangzhou, que é reestilizado

Ferrari apresenta a SF90 XX Stradale e Spider na Europa, com motor híbrido de 1.030cv