Scout revela um novo teaser do seu retorno, mas comete erro em citar pioneirismo

Scout apresenta novo teaser antes da sua reestreia e conta um pouco da sua história: “O primeiro SUV – nós o chamamos de Scout”, mas se esquece de um detalhe



Já é sabido que a Scout vai voltar ao mundo dos veículos no próximo mês de julho, por mais que a produção deva demorar um pouco mais para acontecer. Mesmo assim, a empresa já trabalha na sua divulgação de retorno e vem apresentando vídeos-teaser sobre seu regresso, contando sua história para o público. Nada novo para uma marca que retorna à ativa e encontra consumidores que podem não a conhecer tão bem. Em um novo vídeo, a marca usou exemplos como Chevrolet Blazer e Ford Bronco.

A Scout usou os dois clássicos modelos – que ainda vivem hoje, mas sobre circunstâncias completamente diferentes às dos modelos originais – para citar que chegou antes deles nos Estados Unidos, com a frase: “O primeiro SUV – nós o chamamos de Scout. Isso foi em 1961, antes do [Ford] Bronco, antes do [Chevy] Blazer, antes de qualquer pessoa”, destaca o narrador do vídeo. Nesse caso, esqueceu que existiu o Land Rover Defender, lançado ainda na década de 1940 ou até mesmo o Jeep Station Wagon (que anos depois serviria de base para a nossa Willys Rural).

Apesar disso, o vídeo da Scout ainda destaca toda a legião de fãs da marca que manteve seu legado vivo por 44 anos sem produzir um veículo sequer. Com a promessa de lançar dois novos modelos ainda neste ano, a Scout quer concorrer diretamente com Jeep Wrangler, Ford Bronco e demais off-roads, mas com motores elétricos – aqui pode ser incluído os também elétricos GMC Hummer EV, GMC Hummer SUV EV, Rivian R1T, Rivian R1S e Tesla Cybertruck, com a picape e o SUV da Scout. A marca também mostrou as obras iniciais da sua nova fábrica em Blythewood, Carolina do Sul, nos Estados Unidos.

Considerada essencial para esse novo capítulo de retomada da empresa, a unidade ficará pronta até meados de 2026. Os novos produtos serão desenvolvidos, muito provavelmente, a partir da plataforma Scalable Systems Platform (SSP). Com o seu retorno chefiado pela Volkswagen, o grupo alemão quer se manter distante da marca para não fazer o público se manter distante da marca, que tem um histórico de carinho e saudosismo muito positivo no país (algo como a Gurgel ou a Puma, por exemplo, para nós). Os novos produtos serão apresentados com opção de motor elétrico duplo e com tração integral com cerca de 300cv iniciais.

Desenvolvidos a partir de uma plataforma modular com arquitetura elétrica de 800V, ele pode oferecer uma autonomia de 560km a 650km, dependendo do pacote de baterias que utilizará. Mais detalhes vão ser revelados dentro de algumas semanas, nos Estados Unidos. 



Vídeo-Teaser



Fotos: Scout / reprodução

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fiat confirma que o futuro interior dos seus carros terão inspiração no clássico Lingotto

Chevrolet terá Feirão de Fábrica neste final de semana em São Caetano do Sul e promoções

BMW lança novo Série 5 no Brasil, com versão híbrida 530e, que estreia por R$ 574.950

Porsche apresenta seu novo logotipo para comemorar os 75 anos de fundação da marca

Toyota investe mais R$ 160 milhões na fábrica de Sorocaba (SP) com novo Centro de Peças

Hongqi revela oficialmente a segunda geração do HS3 na China, com motor de até 252cv

BYD tem promoção 'DiaE' neste sábado, 22/06, com Dolphin por R$ 135.300, com bônus

BYD King é o batismo global do Destroyer 05 e chega para colocar Toyota Corolla na mira

GM confirma que carros compactos elétricos e lucrativos vão demorar um pouco mais

Toyota apresenta atualização para o catálogo de versões da Hilux, com fim da versão SRX