Drako Dragon EV Concept é apresentado no Salão de Los Angeles com motor de 2.028cv

Drako apresenta oficialmente o Dragon EV Concept, que antecipa a versão de produção do primeiro SUV da marca, elétrico que terá 2.000cv



A Drako apresentou oficialmente o conceito do seu primeiro utilitário esportivo, o Dragon EV Concept. E ele levou ao pé da letra o ‘utilitário esportivo’. O modelo estreia com design arrebatar e uma mecânica elétrica que promete colocar ele entre os SUVs mais rápidos do mundo. Antes de falarmos sobre a mecânica deste elétrico, vamos abordar sobre seu design. Apesar de ser um conceito, boa parte do carro de produção deve estar aqui.

Visualmente, o Dragon EV se destaca por suas linhas bem ousadas. Na dianteira, o SUV possui faróis afilados e levemente inclinados com duas faixas com luzes diurnas (DRL) em LED, além de vir com uma grade dianteira em ‘U’ com grelha ao estilo colmeia. O SUV possui tem abertura trapezoidal, mas uma parte é vazada, auxiliando o fluxo de ar na carroceria, com o saída saindo no capô. O para-choque dianteiro ainda possui uma entrada de ar inferior fina e nas extremidades possui uma entrada de ar triangular, que deve refrigerar os freios. O para-choque dianteiro ainda traz a letra ‘D’ ao centro, como logotipo.

Visto de lateral, o SUV tem uma pegada bem esportiva e com uma dianteira mais baixa e relativamente curta. Toda a parte inferior da carroceria possui um acabamento em preto brilhante, enquanto a coluna A tem um desenho bem aerodinâmico. Com espaço para cinco ocupantes, o SUV conceitual possui duas portas, sendo que as portas são enormes e abrem verticalmente, ao estilo asa de gaivota. O SUV ainda possui retrovisores substituídos por câmeras e as saias laterais tem um acabamento em preto brilhante.

O Dragon ainda tem rodas de 23 polegadas com pinças de freio amarelas e ele tem uma fenda no para-lama dianteiro com uma saída de ar. O SUV ainda tem teto pintado em preto e há uma pequena janela vigia após as grandes portas. De perfil cupê, a carroceria tem um desenho bem aerodinâmico e o bocal de recarga das baterias aparece bem no extremo da lateral traseira. De traseira, o Dragon EV tem lanternas horizontais que invadem a tampa do porta-malas, com iluminação em LED.



Entre as lanternas está o nome Drako por extenso, enquanto a tampa do porta-malas parece trazer um aerofólio desenhado na própria carroceria. Ele ainda tem um pequeno aerofólio acima do vidro traseiro, que ao centro possui um ponto que é o brake-light. Ela ainda possui uma outra área vazada na carroceria. Após o vidro vigia nas laterais, ele tem uma abertura onde o fluxo de ar passa até sair na traseira, na coluna C. O vidro traseiro é bem inclinado e o para-choque traseiro possui um acabamento bem recortado, com destaque para uma área em preto brilhante onde estão o espaço para a placa, refletores e um difusor de ar na parte inferior.

De acordo com a Drako, o SUV possui 5,054 metros de comprimento, 2,057 metros de largura e 1,600 metro de altura, com peso de 2.254kg. O SUV foi desenhado pelo designer Lowie Vermeersch, no GranStudio, na Itália. Internamente, o SUV ainda possui linhas modernas com destaque para a central multimídia com tela de 17,1 polegadas e uma tela de quadro de instrumentos digital menor, que parece ter entre 7 a 10 polegadas. A tela ainda tem um contorno em um acabamento preto brilhante. Ele ainda traz duas telas extras, uma em cada extremidade do painel, que dão as imagens dos retrovisores, neste caso, das câmeras.

O volante tem um aro bem esportivo, com a parte superior e inferior com desenho mais achatado e com detalhes em preto brilhante na área dos comandos multifuncionais. O volante traz ainda dois controles dourados. O painel ainda possui uma faixa em LED que corta todo o painel. Essa faixa em LED também está nos painéis das portas e no console central. O painel possui um acabamento que parece ser um couro preto e couro bege. Para os ocupantes do banco traseiro, o Dragon oferece duas telas extras alocadas atrás dos bancos dianteiros.

Na mecânica, a marca destaca que “o SUV hiperluxuoso de produção mais poderoso, mais rápido e mais rápido da história”. Ele vem com quatro motores elétricos, um para cada roda, que juntos desenvolvem 2.028cv e que permite que ele acelere de 0 a 100km/h em 1,9 segundo, além de chegar ao ¼ de milha em 9 segundos, com máxima de 322km/h. O Dragon é desenvolvido a partir de uma estrutura em fibra de carbono que diminui o peso do chassi em 50%.



A Drako é pioneira no uso de fibras naturais sustentáveis em seus painéis de carroceria para reduzir o peso e também ajuda a melhorar a rigidez, reduzindo o uso de plástico em até 70%. Os compósitos de fibra natural também oferecem totais níveis de reciclagem no final da vida útil, ajudando ainda mais a reduzir a pegada ambiental do Dragon. O carro ainda possui um centro de gravidade ultrabaixo do Dragon e a perfeita distribuição de peso 50/50.

Ele ainda oferece o dobro de rigidez estrutural e possui uma bateria montada no assoalho que oferece autonomia de 676km, suportando ser recarregado em estações de recarga rápida de 500kW, que permite que a bateria recupere 80% em 10 minutos (546km). A marca ainda confirma que o SUV possui uma suspensão adaptativa que altera a altura em relação ao solo em 16,3 centímetros no Tarmac, 21,3 centímetros no Cruise e 31,5 centímetros no Overland, em relação ao solo. Os freios são de carbono-cerâmica de 420 milímetros na dianteira, com pinças de dez pistões, e 410 milímetros na traseira, com pinças de seis pistões.

Ao contrário das redes distribuídas encontradas na maioria dos carros de luxo, ele traz o sistema Drako DriveOS, que usa uma única ECU Multicore para fornecer todas as funções. Além de controlar o sistema de entretenimento, navegação e exibição de instrumentação do Dragon, a plataforma Drako DriveOS também sustenta todas as outras funções do veículo, como gerenciamento de tração e direção, tendo uma série de itens no pacote ADAS, gerenciamento e carregamento de bateria e até o sistema HVAC.



A estrutura única do DriveOS e os processadores multicore são incrivelmente rápidos. Enquanto a maioria dos sistemas de controle automotivo de alto desempenho apresenta tempos de resposta em milissegundos, o Drako DriveOS mede suas respostas em nanossegundos. Essa velocidade instantânea é possível graças à arquitetura monolítica, mas também ao uso inovador de rede USB em tempo real no lugar da estrutura CAN tradicional. O processamento de latência ultrabaixa do DriveOS e a largura de banda multissensor permitem recursos de direção automatizada de última geração e a arquitetura USB tornam a plataforma DriveOS e seu hardware pode ser atualizável e expansível.

Outras vantagens arquitetônicas do DriveOS incluem economia de peso (por meio da contagem reduzida de computadores e economia significativa no comprimento do chicote elétrico), instalação simplificada, facilidade de substituição e redução de custos. A arquitetura do DriveOS também é altamente confiável e segura, com precauções especiais de segurança cibernética incorporadas à pegada de software intencionalmente minimizada. Isso permite uma segurança dos dados, mesmo com a conectividade em nuvem e atualizações Over-The-Air (OTA).

De acordo com a Drako, ele será vendido por US$ 290.000 quando for lançado e ele já pode ser vendido em pré-venda, com fila de espera por US$ 500 de sinal. A First Edition será uma série limitada em 99 unidades e essa opção será um sinal de US$ 5.000.O Drako Dragon começa a ser produzido em 2026 e terá uma tiragem de produção de 5.000 unidades ao ano.







Fotos: Drako / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

Toyota Yaris Hatch só ganha nova geração entre 2024 a 2025 na Ásia, depois do sedã e do SUV

Nova geração do Toyota Corolla surge em meados de 2025, como uma geração evolutiva

Ford iniciou a produção da nova geração da Ranger na Argentina, em General Pacheco

Mitsubishi inicia as vendas da L200 Triton Sport Savana, que desembarca por R$ 309.990

Fiat Titano estreia na Argélia primeiro, vazando e antecipando alguns detalhes da nossa

Vazam imagens do interior da nova Chevrolet S10; picape estreia ainda neste ano

Quarta geração do Mitsubishi Outlander virá ao nosso mercado com motor híbrido plug-in

Scout revela novo teaser e confirma que seus produtos farão estreia no mês de julho

Oshan aparece no Brasil testando seu utilitário esportivo médio X5; marca será que vem?