Lucid avança no último trimestre e fecha 2022 com mais de 7.000 unidades vendidas

Lucid comemora resultados de 2022, que não foram bem o que a marca esperava atingir por conta da crise dos semicondutores, mas atingiu sua meta



A Lucid fechou o ano de 2022 com uma sensação agridoce. Apesar de estar batendo suas metas, não era bem o que a marca esperava para a produção no ano. De acordo com os resultados do último trimestre, a empresa produziu 3.493 unidades no quarto trimestre e entregou 1.932 unidades no mesmo período. Durante o ano inteiro, a marca confirmou que produziu 7.180 unidades, excedendo a sua estimativa de produzir entre 6.000 a 7.000 unidades.

No ano, a empresa ainda fechou com 4.369 unidades vendidas, entregues aos seus proprietários. Para 2023, a projeção é que a marca possa produzir entre 10.000 a 14.000 unidades. Durante o quarto trimestre de 2023, a empresa confirmou que obteve uma receita de US$ 257,7 milhões e uma receita anual de US$ 608,2 milhões, terminando o trimestre com cerca de US$ 4,9 bilhões de liquidez. Estimativas dão conta que a empresa possui cerca de 28.000 pedidos na fila de espera pelo Air.

“O ano passado foi um ano desafiador para todos, mas, apesar dos extraordinários desafios da cadeia de suprimentos e logística, a equipe perseverou com um foco incansável em entregar o que acreditamos ser o melhor sedã de luxo do mercado. O Lucid Air tem tudo – alcance líder do setor, dinâmica de direção excepcional e desempenho superior, tudo embrulhado em um design verdadeiramente elegante com uma cabine interna espaçosa. Porém, mais importante, os avanços tecnológicos do Lucid Air são desenvolvidos inteiramente internamente com o objetivo único de promover a adoção de EVs em todo o mundo para as gerações futuras. O Lucid Air é o sedã de luxo por excelência, e nosso objetivo em 2023 é ampliar nossos esforços de vendas e marketing para colocar este produto incrível nas mãos de ainda mais clientes em todo o mundo”, disse Peter Rawlinson, CEO e CTO da Lucid.

“Em 2022, escalamos todas as partes do nosso negócio, mantendo um foco nítido na execução. Em nosso primeiro ano completo de produção, fabricamos 7.180 veículos e entregamos 4.369 veículos, gerando receita de pouco mais de US$ 608 milhões. Ao olharmos para 2023, continuaremos a nos concentrar em uma forte disciplina de capital, não deixando pedra sobre pedra para cada otimização de custo. Estamos orgulhosos de nossas conquistas em tecnologia e produtos. Estamos nos preparando para o crescimento, ao mesmo tempo em que analisamos de forma abrangente a redução de custos, e estou muito animado com as oportunidades que temos pela frente.”, destacou Sherry House, CFO da Lucid.



Fotos: Lucid / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

BYD lança oficialmente o Song Pro no Brasil, com motor de até 235cv e por R$ 189.800

Volvo lança promoção do EX30 no Brasil, além de condições para XC40, C40, XC60 e XC90

Iveco já trabalha na homologação do eDaily, que chega ainda neste semestre no Brasil

Baojun apresenta a chegada do Yunduo na China, o concorrente direto do BYD Dolphin

Volkswagen registra imagens de patente do ID.7 S na China, que será da joint-venture SAIC-VW

Mercedes-Benz atualiza itens de série do Classe E no Brasil e fica R$ 61 mil mais barato

Iveco lança o eDaily no Brasil, contra o Ford E-Transit, em três versões e parte de R$ 549.000

JAC Hunter é uma das apostas da marca chinesa para este segundo semestre no Brasil

BYD lança promoção '48 Horas Eletrizantes' e tem condições até o final deste mês

Zeekr revela as primeiras imagens teaser do 'C1XE', que estreia em breve na China