Maserati descarta uso de baterias de estado sólido em seus elétricos, destaca executivo

Maserati confirma que não quer apostar em baterias de estado sólido em seus elétricos e que vai continuar desenvolvendo seus carros com baterias de íons-lítio



Depois de apresentar a nova geração do GranTurismo, a Maserati fica pela espera de revelar a nova geração do GranCabrio, que será apresentado dentro de alguns meses. E os esportivos da marca vão contar com uma opção elétrica daqui em diante, enquanto novos projetos vão nascer puramente elétricos. E, para seus carros, a marca do tridente confirmou que não vai trabalhar com baterias de estado sólido. Vai continuar apostando em baterias de íon-lítio, que são mais leves.

A informação foi confirmada durante entrevista com o Líder do Desenvolvimento da nova geração do GranTurismo, Davide Danesin, que confirmou essa informação quanto à sua linha Folgore. Em entrevista para o Automotive News Europe, Danesin confirmou que baterias de estado sólido não são capazes de fazer esportivos mais rápidos. Mais pesadas, as baterias de estado sólido aumentariam o peso dos carros, ao mesmo tempo que ofereceriam maior autonomia. “[As baterias de estado sólido] têm uma relação potência-peso mais favorável”, disse Danesin.

“Mas seu tempo de descarga não é rápido o suficiente para fornecer energia a três motores elétricos com o desempenho desejado.”, adicionou o executivo. Cuidando da boa relação peso/potência, a Maserati confirmou que seus elétricos vão focar sempre pela maior esportividade. Ao ser apresentado, no ano passado, a Maserati trouxe a nova geração do seu cupê com uma bateria de 92,5kWh em forma de ‘T’. A força do motor elétrico é enviado para as quatro rodas com vetorização de torque.

Ele traz três motores elétricos que, juntos, entregam 761cv e torque de 137,7kgfm. Desenvolvido com uma arquitetura elétrica de 800V, os três motores elétricos de ímã permanente desenvolvem 408cv cada. Com esse motor elétrico, ele acelera de 0 a 100km/h em 2,7 segundos e chega aos 200km/h em 8,8 segundos. Ele possui a velocidade máxima de 320km/h. Pesando 2.260kg, o Folgore é mais pesado que as versões a combustão, que pesa, no mínimo, 1.795kg.

O Folgore ainda poderá ser recarregado em uma estação de recarga rápida de até 270kW, que permite que ele recupere 100km de autonomia em apenas 5 minutos. A Maserati ainda tratou de desenvolver o GranTurismo Folgore com uma distribuição de peso de 50/50, graças ao posicionamento das baterias. Os V6 possuem distribuição 52/48, por conta do V6 na dianteira.



Fotos: Maserati / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fiat confirma que o futuro interior dos seus carros terão inspiração no clássico Lingotto

BYD lança no Brasil promoção para interessados em seus carros durante este mês de junho

Jeep Avenger pode ser produzido em Betim (MG) e participa de clínicas com potenciais clientes

RAM Rampage Laramie ganha versão Night Edition, a 'all-black', no Brasil por R$ 277.990

Toyota confirma produção do primeiro elétrico nos EUA em 2025, no estado de Kentucky

Fang Cheng Bao revela as primeiras imagens teaser do Leopard 3, que estreia em breve

Hyundai apresenta oficialmente o Ioniq 5 N, a versão esportiva com motor de 609cv

Nova geração do Peugeot 2008 e reestilização do 208 vão trazer motor T200 MHEV

Volkswagen faz promoção de Polo, Virtus, Saveiro, Nivus, T-Cross, Taos, Jetta e Amarok

Hyundai apresenta a linha 2025 de HB20, HB20S, Creta Action e Creta no Brasil com novidades