Europa: Ford revela novo estudo para diminuir consumo da bateria para carros elétricos

Ford encontra solução para recuperar o calor do interior dos seus carros; engenharia da marca na Europa descobrem que as superfícies de aquecimento aumentam alcance



A Ford apresentou na Europa as primeiras soluções de transformar a energia do interior dos seus veículos em energia extra para a bateria e, consequentemente, aumentar a autonomia dos seus carros. De acordo com a Ford Europa, a solução vem a partir de estudos relacionados que comprovam que superfícies aquecidas consomem menos que o ar-condicionado. Essas superfícies podem ser tanto bancos como aquelas que o motorista tem contato direto, como o volante.

Ambos exigem energia da bateria, mas os engenheiros da marca norte-americana confirmou que a solução é que as superfícies aquecidas consomem 13% menos que o ar-condicionado. Essa economia pode estender a autonomia de um carro elétrico, já que estamos falando de veículos que precisam estar cada vez mais atentos em sua autonomia. De acordo com os estudos, essa economia pode render um alcance maior em 5%. Em um carro com autonomia de 500km, 5% a mais representam 25km de autonomia.

“Todos nós sabemos que se as portas ou janelas forem abertas quando está mais frio lá fora, a temperatura dentro de um veículo cai. Isso é especialmente verdadeiro para vans de entrega, pois os motoristas param com frequência e o calor gerado pelo ar-condicionado é perdido mais rapidamente, enquanto as superfícies aquecidas permanecem quentes. Reduzir o uso de energia não apenas melhora o alcance, também reduz custos e ajuda a garantir que a forma como viajamos seja mais sustentável.”, disse Markus Espig, Engenheiro de Sistemas, Propulsion Systems Engineering, Ford Research and Innovation Center Europe.

A pesquisa realizada aconteceu no Projeto Connected Electric Vehicle Optimized for Life, Value, Efficiency and Range (CEVOLVER) da Comissão Europeia, em Colônia, Alemanha, onde a Ford tem uma fábrica. Usando uma E-Transit como base de estudos, os engenheiros da marca escolheram uma unidades com apoios de braço aquecidos, tapetes, painéis das portas, quebra-sol e um painel abaixo do volante. O teste envolveu encomendas que simulam a situação real do modelo no dia a dia.



Simulando um consumidor que roda diariamente cerca de 350km de distância, acontecendo por um longo período que abrangeu inverno e verão, em estradas secas e molhadas, e com chuva e vento fortes, refletindo a experiência inigualável da Ford nas necessidades dos compradores. Com isso, a pesquisa também se ampliou na forma em como as condições de clima, tráfego e condições da estrada podem afetar o alcance. Incorporar esses dados na calculadora de alcance pode ajudar a prever o alcance com mais precisão em tempo real.

A Ford chegou a algumas conclusões de seu estudo, como: 1. Trocador de calor que retira o calor residual da unidade de acionamento elétrico e o utiliza para aquecer a cabine e/ou a bateria; 2. Um sistema de resfriamento da bateria que permite o resfriamento eficiente e o pré-condicionamento da bateria e; 3. O roteamento ecológico em combinação com o carregamento garantido calcula a rota ideal, incluindo as paradas de carregamento, para aproveitar ao máximo o alcance do veículo.

O estudo ainda levou em conta o 4. Carregamento rápido inteligente pré-resfria ou pré-aquece a bateria antes do próximo evento de carregamento rápido e; 5. A função de condicionamento do trem de força mantém os componentes da unidade de acionamento elétrico na temperatura ideal de energia.



Fotos: Ford / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fiat confirma que o futuro interior dos seus carros terão inspiração no clássico Lingotto

Ford traz novo lote da Ranger Raptor com mais equipamentos de série e custa R$ 466.500

Jaguar-Land Rover quer construir uma inédita fábrica de bateria para elétricos no Reino Unido

BMW revela as novas imagens teaser do M5 e M5 Touring, que vão ter mais de 700cv

Suzuki Invicto aparece na Índia como rebadge da Toyota Innova e espaço para até oito

Toyota lança o RAV4 com motor híbrido plug-in (PHEV) de 306cv no Brasil, por R$ 399.990

RAM reajusta os preços da Classic e diminui os preços da picape em até R$ 35.000

Volkswagen T-Cross com reestilização chega ainda neste primeiro semestre de 2024

Nio revela primeiro teaser da sua nova marca, a Onvo, que estreia com o SUV elétrico L60

Galaxy apresenta na China o seu sedã L6, que estreia como um PHEV com motor de 390cv