Renault estuda formas de reduzir preço dos carros BEV a fim de se tornar mais competitiva

Renault quer ser mais competitiva em termos de preços de carros elétricos, Fabrice Cambolive, Presidente-Executivo da Renault, durante entrevista na Europa



A Renault confirmou que espera reduzir os preços dos seus futuros carros elétricos com a redução do preço das baterias e com a aplicação da plataforma modular CMF-EV, de diferentes tamanhos. A meta da marca francesa é conseguir concorrer com a Tesla em termos de preços, mas muito provavelmente também será necessário aplicar melhorias na produção destes elétricos a fim de trazer uma redução em escala. A Tesla, por exemplo, usa as grandes prensas que reduzem o custo de produção com grandes partes da carroceria que são unificadas.

A nova linha de produtos compactos da marca, que nasce com Renault 5 e Renault 4, que serão feitos a partir da plataforma CMF-B EV, já vão representar um grande redução de custo frente ao Zoe, por exemplo. A marca também estaria estudando outras formas de reduzir os preços dos elétricos a nível global. Mercados como Alemanha, França, Singapura e Israel tem visto cada vez mais a aplicação de cortes de preços de elétricos. Por conta disso, Fabrice Cambolive, Presidente-Executivo da Renault, confirmou em entrevista que estuda essas formas.

“Vamos analisar país por país, mercado por mercado, qual o nível de competitividade que precisamos ter para permanecer no jogo. Está claro que (o corte de preços da Tesla) é um desafio, começando pelo lado dos custos. É um aviso que estamos olhando.”, disse Cambolive para a Agência Reuters. A Renault tem como vitrine dessa nova fase dos elétricos desde o lançamento do novo Mégane E-Tech Electric, que tem vendido bem na Europa. Mas a marca vê com preocupação a redução de preços promovida pela Tesla, o que acarreta nesses estudos de redução de preços em seus elétricos também.

De acordo com a agência de notícias, pesa a favor da francesa o seu desenvolvimento de elétricos há mais tempo que muita marca europeia, desde o lançamento do Zoe e Twingo elétricos. O Renault 5 será o substituto do Zoe na Europa e a marca já confirmou que ele vai conseguir ser 33% mais barato que o Zoe, por conta dos custos menores que envolvem a produção dos elétricos. O Zoe foi uma das primeiras apostas da marca, quando a produção ainda era com componentes mais caros. Estima-se que o Renault 5 tenha um preço inicial na casa dos 22 mil euros.

O mesmo deve acontecer com o Renault 5, que não substitui ninguém na linha (e volta como um SUV compacto elétrico), mas também chegará com esse benefício de ter preços mais em conta que a antiga geração de elétricos. Os novos produtos devem ser apresentados em meados de 2024 e 2025, para hatch e SUV, respectivamente. 



Fotos: Renault / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

Toyota Yaris Hatch só ganha nova geração entre 2024 a 2025 na Ásia, depois do sedã e do SUV

Nova geração do Toyota Corolla surge em meados de 2025, como uma geração evolutiva

Curiosidades: Os carros mais vendidos do Brasil em 2003!

Oshan aparece no Brasil testando seu utilitário esportivo médio X5; marca será que vem?

Fiat Titano estreia na Argélia primeiro, vazando e antecipando alguns detalhes da nossa

Celta voltará? Chevrolet confirma que não vai desenvolver nenhum subcompacto novamente

Yangwang revela as primeiras imagens oficiais teaser do seu inédito sedã elétrico, o U7

Renault e Nissan passam a ter seguros com Assurant, por meio do intermédio da Mobilize

Scout revela novo teaser e confirma que seus produtos farão estreia no mês de julho