Buick apresenta na China o Electra E4, segundo elétrico com a base BEV3, com até 287cv

Buick apresenta o Electra E4, seu segundo carro elétrico desenvolvido para a China e que ficará abaixo do Electra E5 e que aparece com motor de até 287cv



A Buick apresentou o seu segundo veículo elétrico, depois do Electra E5. A novidade em questão é o Electra E4, que aparece como um modelo abaixo. Antecipado por registros de patente há alguns meses, a novidade aparece primeiro na China, mas pode ser vendido em outros mercados nos próximos anos. Assim como o Electra E5, o Electra E4 é desenvolvido sobre uma plataforma modular específica de elétricos e com baterias Ultium da GM. A diferença é que ele possui um design mais esportivo que o E5, inspirado no Electra-X Concept.

 Em termos de design, temos um Electra E5 que muito conversa com a atual filosofia de design da marca norte-americana. Na dianteira, ele se destaca por contar com faróis afilados e com luzes diurnas (DRL) em LED, junto de luzes de setas. O para-choque dianteiro ainda se destaca por contar com uma grande entrada de ar, com pequenas barras horizontais e com o espaço da placa dianteira. Nas extremidades, ele possui uma sequência do design da grade dianteira, separada pela principal por conta de um friso cromado vertical e com estilo em bumerangue. Nas extremidades, ele ainda possui faróis principais.

Esses faróis principais tem um projetor em LED como único elemento de iluminação. A parte inferior da grade dianteira possui uma área na cor da carroceria e a parte inferior da carroceria tem um acabamento em plástico preto com uma entrada de ar retangular. A parte superior do para-choque ainda possui o logotipo da Buick e um vinco horizontal logo abaixo. Nas extremidades, onde ele possui um friso cromado, nasce um vinco superior que ajuda a esconder mais os faróis principais. Nas extremidades, próximo dos faróis principais, ele possui entradas de ar.



Em termos de vincos, ele possui vincos que nascem no para-choque dianteiro e passam pelo capô, onde ele tem um desenho em ‘V’ e se conecta com o desenho da coluna A. Ainda existe um vinco que nasce mais nas extremidades superiores do capô e se conecta com o desenho dos vidros laterais. De perfil, o Electra E4 possui uma linha que nasce na parte superior dos faróis e também ajuda a dar a base do desenho dos vidros. Outro vinco nasce na porta traseira e se conecta com o desenho das lanternas, enquanto a parte inferior das portas possuem um vinco decrescente e outro ascendente.

Esse vinco ascendente termina no para-choque traseiro. O friso cromado da dianteira aparece também na base das portas e a parte mais inferior possui um acabamento plástico preto. Este, aliás, está presente em toda a parte inferior da carroceria. O desenho dos vidros é ascendente e possui um vinco cromado na parte superior. No para-lama dianteiro, ele possui o bocal de recarga da bateria junto com o logotipo da Buick. As portas possuem maçanetas retráteis (pop-up) e os retrovisores tem base na coluna das portas – com repetidores de setas. As rodas possuem seis raios, equipadas com aros de 19 polegadas, com pneus 245/55 R19, ou 20 polegadas e com pneus de 245/50 R20.

No teto, de caimento mais suave, a Buick adicionou um generoso teto solar panorâmico de 1,2m² e uma antena estilo barbatana de tubarão, que deixam as linhas fluídas e com uma boa entrada de luminosidade para a cabine. De traseira, vemos que o Electra E4 possui um aerofólio vazado fixado nas extremidades e no centro, além de um vidro traseiro inclinado junto de um segundo aerofólio traseiro na parte inferior do vidro, onde está o brake-light. As lanternas possuem um desenho horizontal e invadem a tampa do porta-malas, além de se interligar por meio de uma faixa em LED. Abaixo das lanternas, ele possui o logotipo da marca, ao centro.



A tampa do porta-malas possui um vinco na parte inferior da tampa, que invade o para-choque traseiro. As lanternas tem um prolongamento vertical nas extremidades e possuem saídas de ar verticais. Esse prolongamento também possui um vinco que termina no para-choque traseiro. A parte inferior do para-choque traseiro possui um acabamento em plástico preto, onde fica o espaço para a placa. O para-choque ainda possui dois refletores horizontais nas extremidades e ao centro fica a luz de ré. Nas extremidades, ele possui um acabamento em ‘L’ em preto brilhante.

Por dentro, a Buick trouxe um design que lembra muito os últimos lançamentos da marca norte-americana, como o novo LaCrosse. Ele possui uma tela única de tela curva e com 30 polegadas que faz as vezes do quadro de instrumentos e a central multimídia. Com uma resolução em 6K, a tela possui um chip Qualcomm Snapdragon 8155, que faz com que todas as operações sejam ágeis – com conectividade com Apple CarPlay sem fio e um assistente de voz que ajudar nas operações internas do SUV. O condutor tem à sua disposição um volante de três raios, com controles multifuncionais e com detalhes prateados.

O painel ainda possui uma faixa em LED, personalizável em 121 cores, que se estende por todo painel. Abaixo da tela de onde fica o lado da central multimídia, ele possui controles do sistema de ar-condicionado, em um acabamento em preto brilhante. As saídas de ar-condicionado ficam todas escondidas, se camuflando em uma faixa em azul, sendo duas saídas centrais e cada uma das duas outras nas extremidades. O painel termina combinações como os tons contrastantes em preto e branco e painéis traseiros tridimensionais para maior suporte, conforto e esportividade. A versão topo de linha possui um painel todo escurecido.



A versão topo ainda possui gravação a laser nos painéis de acabamento, soleiras iluminadas e camurça premium, além de detalhes em tons bronze, que refina o acabamento. A variante GS AWD também possui bancos dianteiros esportivos exclusivos em estilo diferente, com design em cores contrastantes em preto e branco e painéis traseiros tridimensionais para maior suporte, conforto e esportividade. O console central ainda se destaca por contar com o seletor de marchas e dois porta-copos no lado direito. De dois andares, a parte inferior do console central possui espaço para objetos e carregadores de celular por indução.

Os painéis das portas possuem um friso cromado que se conectam com as maçanetas das portas. Desenvolvido a partir modular elétrica BEV3, vindo com baterias Ultium, o Electra E4 possui 4,818 metros de comprimento, 2,954 metros entre os eixos, 1,912 metro de largura e 1,581 metro de altura. O porta-malas tem capacidade de 441 litros de capacidade, 0,287Cx de coeficiente aerodinâmico e um total de 28 porta-objetos espalhados pela carroceria. Na China, o Electra E4 será equipado com duas opções de motor. A primeira delas é o motor síncrono de ímã permanente dianteiro que desenvolve 245cv e 33,6kgfm, junto de uma bateria de fosfato de ferro-lítio (LFP) de 65kWh que oferece uma autonomia de 530km, no ciclo CLTC.

Com esse conjunto, ele acelera de 0 a 100km/h em 7,6 segundos e com uma velocidade máxima de 180km/h, limitado eletronicamente. Existe uma versão de tração AWD que desenvolve 287cv e 47,4kgfm, que acelera de 0 a 100km/h em 6,2 segundos. Essa opção tem dois motores elétricos, sendo um motor dianteiro e outro motor traseiro. Nesse caso, a versão mais potente é equipado com uma bateria de 79,7kWh, que oferece uma autonomia de bons 620km, também no ciclo CLTC. A Buick confirma que a bateria permite recarregar de 30% a 80% em apenas 28 minutos, quando plugado em um carregador rápido, sendo ambas baterias da CATL.



De acordo com a marca, o Electra E4 é o primeiro elétrico a vir com a versão GS, com toques mais esportivos na carroceria. A GM ainda confirma que as baterias Ultium do Electra E4 possuem uma química personalizada das células da bateria e trazem o sistema de gerenciamento térmico BEV HEAT. Este sistema de gerenciamento de bateria quase sem fio e um design estrutural otimizado da bateria. O Electra E4 atende aos padrões EV globais da GM e foi submetido a rigorosos testes de durabilidade e segurança, incluindo testes de queda, compressão e penetração de pregos.

Ele possui uma suspensão dianteira MacPherson e uma suspensão traseira independente de cinco braços, multilink. A marca fala que ele possui freios a disco da Brembo, de seis pistões, e o SUV possui uma distribuição de peso ideal de 50:50. De série, ele será vendido com a tela Buick Virtual Cockpit System com tela curva integrada EYEMAX, que possui conectividade com Apple CarPlay e tem atualizações Over-The-Air (OTA). O pacote ADAS é formado por itens como controle de cruzeiro adaptativo, centralização de faixa, aviso de colisão frontal, frenagem automática de emergência, aviso de saída de faixa, assistência à manutenção de faixa e monitoramento de ponto cego.

As versões mais caras terão sistema de câmera de 360​​​​graus, assistência automática ao estacionamento e, opcionalmente, ele deve ser equipado com o sistema de condução semiautônoma Super Cruise. Os preços vão de 189.900 a 259.900 yuans. 







Fotos: Buick / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

RAM reajusta os preços de Rampage, 1500, 2500 e 3500 no Brasil, em até R$ 5.000

Fiat reajusta os preços da Toro em versões com motor T270, com cortes de até R$ 10.000

Ford desenvolve um SUV elétrico de 7 lugares que será apresentado em meados de 2025

Nosso novo Peugeot 2008 será igual ao modelo europeu, recém reestilizado; terá motor T200

Alfa Romeo surpreende e confirma nome Milano para SUV subcompacto que estreia em abril

Nio ET5 Touring é a primeira station wagon da marca; estreia na China de olho na Europa

Lamborghini comemora aniversário de 60 anos de Sant'Agata Bolognese e revela três séries

Chevrolet Camaro ganha séries especiais Collector's Edition e Garage 56 Edition nos EUA

Jetour apresenta o X90 Plus no Salão do Automóvel de Guangzhou, que é reestilizado

Ferrari apresenta a SF90 XX Stradale e Spider na Europa, com motor híbrido de 1.030cv