Ferrari Purosangue volta a aceitar pedidos enquanto lucros da italiana avançam 27%

Ferrari volta a aceitar pedidos pelo Purosangue enquanto vê lucros crescerem 27% por conta de esportivos, liderada por Portofino M, 296 GTB/GTS e 812 Competizione 



Antes mesmo de começar a entregar as primeiras unidades do Purosangue, a Ferrari teve uma demanda muito além do que esperava pelo SUV, ao ponto que teve que parar de receber aceites pela fila de espera depois de dois meses após seu lançamento. Durante uma teleconferência de resultados, o CEO da Ferrari, Benedetto Vigna, confirmou que está retomando novos pedidos pelo primeiro SUV da marca. Ao mesmo tempo, a italiana do cavalinho comemorou o aumento nos lucros de 27% no primeiro trimestre de 2023.

“Fomos apanhados de surpresa positiva por este forte interesse”, disse Vigna aos analistas. De acordo com o executivo, quem fizer o pedido hoje terá que receber o seu Purosangue em meados de 2026. Isso porque, desde seu lançamento, a Ferrari estabeleceu uma produção anual de 3.000 unidades para o Purosangue, ao ponto de não o fazer perder exclusividade. A marca também confirmou que não quer que o utilitário esportivo exceda 20% das remessas da marca. No mesmo evento, a Ferrari confirmou que aumentou seus lucros em 27% durante o primeiro trimestre de 2023.

Esse aumento veio principalmente do aumento do preço das ações da Ferrari, com cada ação da empresa valendo 267,20 euros, marcando um aumento de 5,6%. A Ferrari também confirmou que chegou a um lucro de 37,6%, alcançando 537 milhões de euros, bem acima da sua expectativa. Só no primeiro trimestre de 2023, a marca vendeu 3.567 unidades, um aumento nas vendas de 9,7%. Esse aumento se deu com o aumento nas vendas de Portofino M, 296, GTB e GTS, e o 812 Competizione. Além do aumento das vendas, a marca comemora o aumento da sua divisão de personalização, que aumenta seus lucros.

No segundo trimestre de 2023, a Ferrari confirmou que as entregas do Purosangue vão fazer com que as vendas da italiana cresçam ainda mais. Além do Purosangue, até mesmo as vendas do 296 (GTB e GTS) estavam suspensas por conta da alta demanda do superesportivo híbrido. Falando em veículos eletrificados, a Ferrari tem como meta, até meados de 2030, planos de neutralizar as emissões de carbono, com os primeiros movimentos dessa meta que começaram a partir de 2022, com a construção de células de combustível e o sistema fotovoltaico de energia em Maranello. Seu primeiro veículo elétrico vai surgir em 2025, com vendas iniciadas no ano seguinte.



Fotos: Ferrari / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Jetour apresenta o X90 Plus no Salão do Automóvel de Guangzhou, que é reestilizado

RAM reajusta os preços de Rampage, 1500, 2500 e 3500 no Brasil, em até R$ 5.000

Nio ET5 Touring é a primeira station wagon da marca; estreia na China de olho na Europa

Alfa Romeo surpreende e confirma nome Milano para SUV subcompacto que estreia em abril

Fiat reajusta os preços da Toro em versões com motor T270, com cortes de até R$ 10.000

Nosso novo Peugeot 2008 será igual ao modelo europeu, recém reestilizado; terá motor T200

Chevrolet Camaro ganha séries especiais Collector's Edition e Garage 56 Edition nos EUA

Ford desenvolve um SUV elétrico de 7 lugares que será apresentado em meados de 2025

Lamborghini comemora aniversário de 60 anos de Sant'Agata Bolognese e revela três séries

Volkswagen lança promoção no Brasil para Polo, Virtus, Nivus, T-Cross, Taos, Tiguan e Amarok